Winamp 5.9 aprimora a compatibilidade com o Windows 11; player de música foi lançado nos anos 1990 e segue de pé até hoje

Winamp é um clássico dos anos 2000. Caso não esteja a par, o player de música foi um sucesso para quem queria reproduzir seus arquivos MP3 no computador. Mas, acredite, o software não só está vivo como recebeu uma atualização na semana passada para a versão 5.9, com direito ao suporte ao Windows 11.

Os detalhes do release candidate (RC1) do Winamp 5.9 foi revelado no fórum do app no dia 26. Segundo as notas da atualização, a nova versão traz melhorias na compatibilidade ao Windows 11. Mas os requisitos mínimos mudaram: agora, para usar o app, é preciso ter o Windows 7 SP1 ou mais recente instalado no computador.

“A parte maior e mais difícil foi migrar todo o projeto do Visual Studio 2008 para o Visual Studio 2019 e fazer com que tudo fosse compilado com sucesso”, anunciaram nas notas de atualização.

De resto, há otimizações pontuais e soluções de falhas. Também há alguns bugs conhecidos, como a ausência de suporte ao Unicode nos créditos devido a um problema na migração. Os desenvolvedores também estão atrás de usuários para testar o app no Windows 7 e 8.1 devido aos relatos de erros com arquivos DLL.

Winamp 5.9 traz poucas mudanças perceptíveis ao usuário (Imagem: Reprodução/BleepingComputer)
Winamp 5.9 traz poucas mudanças perceptíveis ao usuário (Imagem: Reprodução/BleepingComputer)

Winamp recebe primeira atualização em 4 anos

Esta é a primeira atualização do Winamp depois de quatro anos de espera. Em 2018, os desenvolvedores liberaram a versão 5.8, dessa vez com melhorias na compatibilidade com o Windows 10. “Este é o apogeu de quatro anos de trabalho”, afirmaram. “Duas equipes de desenvolvimento e um período de hiato induzido pela pandemia.”

Os desenvolvedores também alertaram que esta atualização não traz muitas mudanças ao usuário final. “As bases já foram lançadas e agora podemos nos concentrar mais nos recursos”, anunciaram. “Seja consertando/substituindo os antigos ou adicionando novos”.

A publicação também anunciou os próximos passos. Para a versão estável da compilação 5.9.0, é aguardada a implementação do OpenSSL 3.0.5 e a solução de algumas falhas. Já a partir da versão 5.9.1 em diante, espera-se a adoção nativa de mais formatos, como OPUS, H.265 e HLS, e outras novidades.

O Winamp 5.9 RC1 já está disponível para download no fórum do player. Mas é importante lembrar: apesar de liberada ao público, trata-se ainda de uma versão de testes. A publicação no fórum até alerta: “todos os recursos precisam de testes”. 

O Winamp tinha muitas skins legais (Imagem: Reprodução/Winamp Skin Museum)
O Winamp tinha muitas skins legais (Imagem: Reprodução/Winamp Skin Museum)

Player de músicas vai ganhar nova versão

Fico feliz em ver o Winamp, um programa lançado em 1997, de pé. De volta aos anos 2000, cansei de ouvir Red Hot Chili PeppersNirvana, entre outras bandas, pelo programa quando eu era criança. O layout clássico do player também me dá uma baita nostalgia, pois era uma janela que sempre estava aberta no meu computador.

O tempo passou e não ouvimos mais músicas no formato MP3 como antigamente. Todavia, o player não só foi atualizado como ainda há novas ideias por trás. Em novembro de 2021, o site da plataforma foi atualizado discretamente e até ganhou um formulário para se inscrever no programa de testes da futura versão do app.

A página não entra em muitos detalhes e até agora não recebi um email sobre o beta. Todavia, o site aponta que o Winamp é “um espaço único para criadores” e que vai deixar artistas mais próximos de fãs, além de garantir “uma renda mais justa fazendo o que você ama”. No final, há um link para instalar o aplicativo.

Ainda não está claro o que acontecerá com o Winamp. Todavia, é bom saber que a versão clássica não foi abandonada. E para alimentar a nostalgia, vamos à magnífica introdução do player:

DOWNLOAD | http://forums.winamp.com/showthread.php?t=458120

Com informações: BleepingComputer e Winamp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia também

Empresas de TI pedem agência nacional contra falta de mão de obra no setor

Em manifesto direcionado aos presidenciáveis, Federação Assespro sugere medidas para ataca…