“Realizei a cerimônia de casamento porque pensei que poderia ficar com ela para sempre”, lamentou o japonês

Considerado “fictosexual”, um homem ficou devastado depois do “fim” de seu casamento com um… holograma. O japonês Akihiko Kondo, de 35 anos, casou-se com uma personagem totalmente virtual em 2018, após desembolsar £ 12 mil — equivalente a R$ 75 mil — em uma cerimônia formal.

Kondo estava casado com um holograma animado de 16 anos, segundo o site Daily Mail. Apesar do sentimento de que poderia ficar com a amada para sempre, o sotfware do holograma expirou, e ele nunca mais pôde falar com a esposa.

“A empresa que desenvolveu o serviço o encerrou em março de 2020, dizendo que o modelo de produção limitado havia terminado”, informou um dos amigos do japonês.

Ao jornal The Mainichi, o marido da personagem afirmou que seu amor pela amada “não mudou”. “Realizei a cerimônia de casamento porque pensei que poderia ficar com ela para sempre”, contou, triste.

Devastado, ele conta que sempre foi apaixonado por Miku-san, nome do holograma. “Penso nela todos os dias”, declarou. Eles conversavam diariamente e a amada costumava dormir com ele.

“Fictosexualidade”

Conforme estudos recentes, a “fictosexualidade” se baseia no desejo, paixão ou amor por personagens fictícios — seja de filmes, séries, novelas, livros ou jogos.

Assim, os fictosexuais não se interessam por pessoas reais, e sim por gente fora da realidade humana.

https://www.metropoles.com/mundo/marido-de-holograma-fica-arrasado-apos-software-da-esposa-expirar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia também

Empresa holandesa cria submarino para abrigar festas e raves para 120 pessoas a 200 metros de profundidade

Se você curte festas em iates e navios, prepare-se para a novidade: a balada pode aca…