Estamos na reta final da Jornada dos Sem Pátria do Battlefield 2042 explorando as localizações do jogo. Hoje foi ao ar a parte 6, penúltimo capítulo que se passa na Antártica.

Leia antes:

Estamos próximos do curta-metragem Exodus, que vai ao ar em 12 de agosto. Acompanhe a tradução abaixo ou se preferir, você poderá ler e navegar por um mapa interativo no site oficial.

PARTE 6 – O ÚNICO CAMINHO PARA CASA

14 de agosto de 2042
– Terra da Rainha Maud, Antártida


Quando se está fugindo de uma zona de guerra com um ferimento de bala e alguém oferece uma carona, você não pergunta para onde a pessoa está indo. Foi assim que eu acabei no “posto de gasolina no fim do mundo”, da Rússia, uma plataforma de petróleo na Antártida.

Há anos, Sem Pátrias do mundo todo dependem do petróleo da Rússia, mas é claro que as coisas estão mudando. A Rússia e os EUA parecem estar querendo briga. Assim que chegamos, a Rússia decidiu cortar o petróleo dos Sem Pátria. O preço para voltarem a abrir a torneira é a lealdade exclusiva à Rússia. Um preço que o Oz não está disposto a pagar.

“É praticamente uma situação de reféns”, diz o Especialista Constantin Anghel, cujo navio está preso aqui há três semanas. “A guerra está chegando, amigos e amigas, e todo mundo sabe disso.”

Suas palavras foram proféticas. Nem um minuto depois, as sirenes gritam, e um contratorpedeiro americano aparece no horizonte…

Chegada do MFS-04 Êxodo, totalmente armado.

Em 39, com o aumento do nível do mar, as nações finalmente concordaram em não perturbar o gelo da Antártida. Isto é, exceto a Rússia, que violou secretamente um tratado internacional que protegia o continente contra perfurações. Uma estação científica remota se tornou, silenciosamente, uma operação de refino responsável por 4.000 barris de petróleo diariamente. “É só questão de tempo até os EUA atacarem aqui”, disse Anghel, “e não vai ser para salvar os pinguins.”

Com o tempo, mais embarcações dos Sem Pátria acabam presas aqui, debatendo a oferta de combustível em troca de lealdade. O frio e o isolamento são incapacitantes. Muitos aceitam a oferta.

“Tolice. Os Sem Pátria não deviam escolher um lado”, resmunga Constantin. “Pensem na Polônia na 1ª Guerra Mundial. Ela estava fora do mapa há 150 anos – a Legião Polonesa fazia o que fosse, e por quem quer que fosse – para garantir que, quando a poeira baixasse, eles ainda tivessem um país. Às vezes, a guerra é o único caminho para casa.”

Aquela última frase. Já ouvi essas palavras antes, do Oz. É um grito de guerra. Mas não se trata de poucos milhares lutando por uma bandeira. Trata-se de 1,2 bilhão com pouco em comum para se unir. Os Sem Pátria não são poloneses, são um barril de pólvora.

Como Anghel previu, a guerra chegou à Terra da Rainha Maud no fim do ano.

Após o início das sirenes, o som de dois projéteis de Starburst abalam as plataformas de gelo da costa. Eu já entendo russo o bastante para pescar duas palavras: “Caubóis” e “Guerra”.

O navio americano devolve um tiro de aviso do seu canhão enquanto uma voz confiante, saindo do rádio do navio, ordena que os russos não reajam. Foi aí que notei que a bandeira do navio trazia o emblema dos Sem Pátria, e não as Estrelas e Listras. Mais tarde, eu descobriria que o Oz tinha enviado seu capitão mais fiel para extrair os Sem Pátria isolados que a Rússia estava tentando coagir.

Eu corro para estar entre as pessoas refugiadas que embarcam no navio, chamado de MFS-04 Êxodo, com as palavras de Anghel ecoando nos ouvidos. Tem uma luta se aproximando, eu não quero me meter nela e, ainda assim, aqui estou, em um navio de guerra. Talvez o Oz tenha razão. A guerra é o único caminho para casa.

A sétima e última parte é intitulada ‘Nova Direção’ e irá ao ar amanhã. É tudo sobre o mapa da Renovação (Deserto Oriental, Egito), o único que ainda não foi exibido nos trailers oficiais.

https://www.battlefieldbr.com/2021/08/bf2042-jornada-sem-patria-parte6.html

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia também

Feliz aniversário, COBRA-NAGEL!!!

COBRA-NAGEL, seu dia chegou! E esse é o dia perfeito para fazer uma revisão do que se pass…