Depois de anos com prejuízos, CEO fala sobre possibilidade de parar a fabricação

Novos relatórios indicam que a LG está finalmente abandonando a divisão de dispositivos móveis. O CEO da LG, Kwon Bong-seok, notificou os funcionários que a empresa está considerando fazer grandes mudanças em seu negócio de smartphones. Ele também menciona fazer um “julgamento frio”.

Nos últimos cinco anos a empresa perdeu aproximadamente US$ 4,5 bilhões com a divisão. Apesar de alguns alto e baixos, a companhia nunca conseguiu recuperar as perdas. Além disso, não consegue se colocar no mercado, ficando atrás das concorrentes. Atualmente, menos de 2% dos dispositivos ativos são da LG, em todo o mundo. 

Havia a especulação há anos sobre a possibilidade da empresa abandonar a divisão. Parece que, em 2021, esse rumor irá se concretizar. Apesar disso, a empresa ainda não confirmou a informações e não fez nenhuma comunicado oficial para os seus clientes. As informações ainda são de fontes internas, não identificadas.

“Visto que a competição no mercado global de dispositivos móveis está ficando mais acirrada, é hora da LG fazer um julgamento frio e a melhor escolha. 
[…]
A empresa está considerando todas as medidas possíveis, incluindo venda, retirada e redução do tamanho do negócio de smartphones.”

– Funcionário não identificado da LG, em um comunicado ao The Korea Herald

Procurados pelo site The Verge, a LG confirmou a autenticidade do comunicado. Apesar disso, não confirmou exatamente quais são os planos para este ano.  “A administração da LG Electronics está comprometida em tomar qualquer decisão necessária para resolver seus desafios de negócios móveis em 2021”, informou um porta voz. Finalizou destacando que nenhuma decisão foi feita até o momento. “Até hoje, nada foi finalizado.”

Já se sabe que a LG prometeu aos seus funcionários que 60% da equipe será remanejada na própria empresa. A companhia irá redistribuir seus colaboradores em outros setores, fazendo com que eles mantenham seus empregos. Ainda não está explicado o que será feito com os demais 40% da equipe.

É possível que a LG decida focar em algum nicho mobile específico. Assim, seriam mantidos 40% dos funcionários, com uma equipe de desenvolvimento e produção reduzida. Ainda seria possível enviar alguns modelos por ano ao mercado, de forma bastante direcionada.

A principal concorrente da LG seria a Samsung. Apesar disso, as duas nunca conseguiram ter as vendas nem próximas uma da outra. Com a entrada de marcas chinesas – Xiaomi, Huawei, Oppo, Vivo e muitas outras -, com custos menores e qualidade igual, ou superior, a empresa perdeu ainda mais clientes.  

No passado, a LG já havia prometido lançamentos “surpreendentes”. É possível que a empresa mantenha a divisão para continuar atualizando e entregando o desenvolvimento já feito, até então. A empresa também confirmou que seu dispositivo Rollable será lançado ainda em 2021.https://www.youtube.com/embed/nMA_C8_CRr8

Ainda não é possível saber se este será o último dispositivo apresentado pela companhia. É necessário aguardar decisões internas, além de um comunicado oficial sobre o futuro da divisão mobile.

Fonte: mundoconectado via: The VergeEngadget

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia também

Privatização dos Correios – Projeto de Lei é enviado para Câmara

Bolsonaro acaba de confirmar detalhes sobre a PL de desestatização do serviço Jair Bolsona…