Dra. Lisa Su Presidente e CEO RADEON

Placa poderosa da AMD promete rivalizar com a RTX 3090 e rodar jogos em 4K, com ray tracing e gráficos no ultra

A RX 6900 XT, assim como as outras Radeon RX 6000 de arquitetura RDNA2, marca o retorno da AMD ao mercado de placas de vídeo top de linha. Lançada no mercado global na última quinta-feira (10), a GPU é a opção mais poderosa da série para rodar praticamente ‘qualquer jogo’, inclusive games em 4K e no ultra. O modelo chega com processador gráfico que pode acelerar a 2.250 MHz, nova tecnologia para tornar o uso de memória mais eficiente, e também é capaz de rodar efeitos de Ray Tracing via hardware.

Ainda indisponível no Brasil, a placa da AMD custa US$ 999 (R$ 5.076 em conversão direta), e aparece como uma alternativa “mais em conta” frente à GeForce RTX 3090 da Nvidia, lançada por US$ 1.499 (cerca de R$ 7.648).

Ficha técnica da AMD Radeon RX 6900 XT:

  • Início das vendas: Dezembro de 2020
  • Preço de lançamento: US$ 999
  • GPU: Navi 21 XTX com 5.120 processadores de fluxo em 80 unidades computacionais e com 80 núcleos RT
  • Velocidades: 1.825 MHz em clock base, turbo de até 2.250 MHz e Game Boost de 2.015 MHz
  • Memória RAM: 16 GB de GDDR6 a 16 Gb/s
  • Interface de memória: 256 bits
  • Largura de banda: 512 GB/s
  • TBP: 300 Watts, requer fonte de 850 Watts

Especificações

A RX 6900 XT é uma placa da AMD derivada da arquitetura RDNA2 e com especificações técnicas top de linha que a fazem uma opção válida às GeForce mais poderosas da Nvidia. O processador gráfico da Radeon, designado como Navi 21 XTX, é formado por 5.120 processadores stream organizados em 80 unidades computacionais.

Todos esses núcleos de processamento trabalham a velocidades de 1.825 MHz para o clock base e podem disparar via turbo para até 2.250 MHz. Entretanto, a AMD afirma que a velocidade que o consumidor pode esperar em games deve girar na faixa de 2.015 MHz – o chamado Game Boost.

Radeon top de linha promete jogos em 4K e no ultra — Foto: Divulgação/AMD

As especificações de memória da Radeon são interessantes. Com 16 GB de VRAM em GDDR6, a 6900 XT se comunica com o processador gráfico via interface de 256 bits e troca dados com a GPU a uma velocidade de 512 GB/s (gigabytes por segundo). Os dois valores, sobretudo em comparação com as GeForce recentes, parecem baixos e poderiam indicar alguma dificuldade da Radeon em fazer frente às rivais da Nvidia.

Entretanto, a placa da AMD tem um sistema de gerenciamento da memória interna do processador – chamado de Infinity Cache – que ameniza a necessidade de RAM dedicada de alta velocidade.

Outro fator importante a respeito da Radeon top de linha está na capacidade da placa em acelerar efeitos de Ray Tracing por meio de hardware dedicado. São um total de 80 núcleos RT para os cálculos de interseção de raios de luz na Radeon.

Desempenho

A super placa da AMD tem um perfil similar à GeForce RTX 3090 da Nvidia. Isso fica aparente em reviews e benchmarks da GPU, embora a placa geralmente fique atrás da rival e tenha um desempenho mais comparável ao possível com a GeForce RTX 3080.

O site PC Gamer, por exemplo, indica que a placa da AMD geralmente só acompanha ou supera a RTX 3090 nos mesmos jogos em que a RX 6800 XT supera a RTX 3080. Isso leva a crer que as dificuldades de performance da Radeon perante a rival estariam relacionadas à otimização dos games no hardware da Nvidia.

Placa da AMD não supera a RTX 3090 e pode até registrar performance inferior à RTX 3080 — Foto: Divulgação/Deep Silver

Em números, o site mostra uma defasagem sensível em games como Metro Exodus (4K e no ultra) em que a RX 6900 XT roda a uma média de 71 fps – mesmo indicie da RTX 3080 – e abaixo dos 81 fps da RTX 3090. Em Horizon Zero Dawn, a placa da AMD chega mais perto: soma 81 fps contra 83 de média da GeForce RTX 3090.

Total War: Three Kingdoms é um dos jogos em que a Radeon acaba perdendo até para a RTX 3080. No game de estratégia testado pela PC Gamer, a Radeon atinge 45 fps de média, enquanto a RTX 3090 chega a 53 e a RTX 3080 a 48 fps. Na avaliaçao do portal, a promessa de paridade da AMD se confirma apenas em F1 2020, título em que a Radeon empata com a 3090 em uma média de 153 FPS a 4K e no ultra.

Já o site Tom’s Hardware testou 13 games diferentes e condensou os resultados em um gráfico que mostra vantagem sensível para a RTX 3090 na comparação direta com a AMD ao rodar em 4K e no ultra. A mesma vantagem tende a se confirmar em resoluções intermediárias de 2560 x 1440p e 1920 x 1080 pixels.

Recursos

A placa da AMD conta com algumas tecnologias exclusivas. Uma delas é o Rage Mode, uma ferramenta de overclock que não viola a garantia da placa e permite ajustes de performance mesmo a usuários iniciantes e mais inseguros.

Outra virtude da Radeon está na tecnologia Smart Access Memory: ela permite que a Radeon acesse a mesma RAM do sistema em computadores equipados com processadores Ryzen de última geração e pode garantir um pouco mais de desempenho para a placa.

Tecnologia Infinity Cache é um diferencial que explica a boa performance de memória da placa — Foto: Reprodução/2020
Tecnologia Infinity Cache é um diferencial que explica a boa performance de memória da placa

Embora ofereça Ray Tracing via hardware, a RX 6800 XT tem uma performance limitada com esses recursos – e se comparada à RTX 3090. Já um equivalente ao DLSS da Nvidia – técnica que usa inteligência artificial para reconstruir em tempo real jogos rodando nativamente a resoluções baixas em resoluções mais altas – inexiste na Radeon.

Consumo

De acordo com a AMD, a Radeon RX 6900 XT precisa de 300 Watts para funcionar. Isso significa, que no pior cenário possível – um jogo exigente em 4K e com Ray Tracing – a placa pode atingir esse nível de demanda de energia.

É por conta dessa exigência que a fabricante recomenda ao usuário invistir em uma fonte de energia com 850 Watts de capacidade real para dar conta da placa e os demais componentes do computador.

Tipos de uso

A Radeon top de linha é uma placa de vídeo de alta capacidade com apelo, principalmente, para rodar games em 4K e com configurações gráficas no máximo. Embora não chegue a se mostrar uma opção superior à RTX 3090 da marca rival, a placa da AMD tem musculatura e tecnologia suficiente para corresponder nesse tipo de uso, com destaque para o suporte a Ray Tracing.

Radeon RX 6900 XT garante Ray Tracing — Foto: Reprodução/Lucas Soares
Radeon RX 6900 XT garante Ray Tracing — Foto: Reprodução/Lucas Soares

Outros cenários de uso do hardware também são possíveis. Placas de vídeo são muito eficientes em processamento com alto grau de paralelismo, em que o hardware precisa fazer muita coisa ao mesmo tempo. Desde que seu software seja compatível com processamento via GPU, a placa deve representar ganhos expressivos de performance. Entre os exemplos disso estão softwares profissionais para edição de vídeo e fotografia, além de aplicações de modelagem 3D.

Preço e concorrentes

A Radeon RX 6900 XT ainda não aparece no comércio nacional. Lá fora, a placa tem preço sugerido de US$ 999 (R$ 5.076, em conversão direta). Como é recente no mercado global – chegou aos varejistas no dia 10 de dezembro – pode levar algumas semanas para que anúncios no mercado brasileiro apareçam.

É difícil estimar os preços da placa da AMD por aqui, mas valores próximos aos de suas rivais diretas não serão surpresa. Embora difíceis de encontrar no Brasil (e no mundo todo), as GeForce RTX 3080 aparecem em anúncios que partem da faixa de R$ 7.150, enquanto a RTX 3090 é vendida no Brasil por R$ 13.999.

A rigor, tendo em vista que a RX 6900 XT tem dificuldade em bater a RTX 3080 em uma série de cenários, a Radeon RX 6800 XT é uma proposta mais sólida: mais barata, a placa é muito mais próxima e uniforme em performance comparada à sua rival direta, a mesma RTX 3080.

Fonte: techtudo via AMDPC Gamer, Tom’s Hardware

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia também

‘House of The Dragon’: casa Targaryen se reúne nas primeira fotos do spin-off de ‘Game of Thrones’

A série ‘House of the Dragon’, primeiro spin-off do fenômeno ‘Game of Thrones‘, teve as pr…