Com lineup formado por COD Mobile, Warzone e Black Ops Cold War garantiu mais de 200 milhões de jogadores para a série

Call of Duty costuma ter números expressivos anualmente, mas 2020 foi um ano ainda mais forte para a série de jogos de tiro. Segundo a Activision, a franquia bateu recordes e ultrapassou US$ 3 bilhões em receita de vendas nos últimos 12 meses.

O motivo para a alta arrecadação é o novo modelo de negócios da companhia e o lineup de jogos da série. Atualmente, a Activision mantém COD Mobile, Call of Duty Warzone e Call of Duty Black Ops Cold War com atualizações e itens para compra in-game. 

A oferta extensa garantiu um crescimento de 80% na receita das vendas durante o ano, além de um crescimento de 40% em comparação ao mesmo período de 2019. Além da grana, a empresa também conseguiu uma base de jogadores bem grande: ao todo, os títulos da franquia contam com mais de 200 milhões de usuários.

“Tanto em consoles como em PC, a franquia entregou os maiores números de horas jogadas de sua história neste ano, assim como o maior número de jogadores e horas mensais em um mês de Novembro”, explica a Activision. 

Continuidade de Warzone

Um dos maiores sucessos entre o lineup é Call of Duty Warzone. O modo battle royale gratuito já conta com 85 milhões de jogadores desde que chegou ao mercado em março. 

O lançamento do modo gratuito deu uma sobrevida para Call of Duty Modern Warfare, que agora será substituído por Black Ops Cold War nas atualizações de conteúdo. Agora em dezembro, a Activision lançará a primeira Season com novidades para o novo título da franquia.

Com a mudança, Call of Duty Warzone vai acompanhar as atualizações de conteúdo de Black Ops Cold War. Vale ressaltar, porém, que o título manterá as características de jogabilidade inspiradas em COD: Modern Warfare.

Fonte: adrenaline

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia também

Beeper promete unir WhatsApp, Telegram e mais apps em um só

Por US$ 10 mensais, Beeper se propõe a fazer uma ponte para centralizar contas de 15 aplic…