Ainda na disputa para a compra da Oi (SA:OIBR3) Móvel, representantes da Highline Brasil devem se reunir com o presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), para defender a proposta na disputa contra o consórcio formado por TIM (SA:TIMP3), Vivo (SA:VIVT4) e Claro. As informações são da edição desta quarta-feira da Coluna Broadcast, do jornal O Estado de S.Paulo.

De acordo com a publicação, o encontro faz parte da estratégia junto aos órgãos públicos na defesa da compra da operação da tele, que tem cerca de 33,9 milhões de clientes, a maior parte em planos pré-pagos. O ponto principal é que o negócio só poderá ser fechado com a concordância da agência e também do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Uma das questões é que a Highline, por não atender diretamente o consumidor final, é desconhecida do público. No entanto, a empresa atua em infraestrutura de telecomunicações, como redes e antenas contratadas pelos provedores. Isso levantou dúvidas do setor sobre sua capacidade para prestar serviço de telefonia e internet móvel. O mercado especula que a Highline teria interesse na compra das redes para depois ofertá-las às operadoras.

O fundo norte-americano Digital Colony, que tem experiência no ramo com mais de US$ 20 bilhões em investimentos globais em infraestrutura digital, é o controlador da Highline, o que capacitaria a ter o capital para realizar a aquisição.

Fonte: br.investing

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

YouTube lança plataforma de vídeos curtos para competir com TikTok

Em fase de testes, YouTube Shorts está disponível somente para usuários de Android na Índi…