Estima-se que a receita gerada pelo esquema era de 15 milhões de euros

Nos últimos anos, as assinaturas IPTV vêm ganhando cada vez mais espaço. Centenas de fornecedores oferecem acesso a praticamente qualquer canal imaginável por uma pequena taxa mensal. Essa prática foi vista como grande ameaça pelos detentores de direitos autorais e autoridades do mundo todo.

Por conta disso, há uma constante caça aos fornecedores desses serviços. A vitória mais recente das autoridades aconteceu na Espanha. Em uma operação liderada pela Polícia Nacional, agências de segurança do país informam que desativaram uma das maiores operações de IPTV pirata do mundo, que fornecia programação para mais de dois milhões de assinantes – com receita estimada em 15 milhões de euros (R$ 83,5 milhões em conversão direta).

A investigação, iniciada no ano passado, resultou em 15 buscas domiciliares e 11 pessoas presas, incluindo o suposto líder do esquema. Além disso, outros 16 indivíduos foram interrogados por possível envolvimento.

Para efetuar a operação, a polícia espanhola recebeu amplo apoio internacional, inclusive de autoridades da Bélgica, Canadá, República Tcheca, Dinamarca, França, Itália, Alemanha, Luxemburgo, Holanda, Polônia, Romênia, Suécia, Reino Unido e Estados Unidos.

A polícia espanhola divulgou imagens de algumas das apreensões. O vídeo mostra como foi a invasão à casa de um dos suspeitos onde foram confiscados quatro carros, relógios, dinheiro e criptomoedas, além de equipamentos utilizados para manter o serviço funcionando.

Essa não é a primeira vez que agências policiais cooperam para encerrar um serviço de IPTV pirata. Embora esses ataques e prisões encerrem alguns serviços, essa interrupção é apenas temporária. Muitos deles voltam a funcionar pouco tempo depois.

Fonte: olhardigital via: Torrent Freak

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

YouTube lança plataforma de vídeos curtos para competir com TikTok

Em fase de testes, YouTube Shorts está disponível somente para usuários de Android na Índi…