Um jogo de tabuleiro de 1.700 anos e um raro dado alongado, datado da Idade do Ferro romana, foram descobertos na Noruega. Encontrados perto de uma rota marítima importante, o jogo provavelmente era utilizado para criar laços entre comerciantes que vivam longe uns dos outros.

Um total de 18 peças distintas, semelhantes às fichas utilizadas no jogo de damas, foram encontradas em um poço circular no local de Ytre Fosse, no oeste da Noruega, de acordo com um comunicado de imprensa divulgado pela Universidade de Bergen.

A fossa estava preenchida de um carvão preto e gorduroso, dentro do qual os arqueólogos encontraram uma série de peças carbonizadas, incluindo pedaços de osso, potes de cerâmica, uma agulha de bronze e alguns vidros queimados. Em conjunto, são evidências de um poço de cremação, no qual um indivíduo de alto escalão foi cremado em uma fogueira, cercado por seus bens.

Os itens, incluindo as peças do jogo e os dados, datam de cerca de 300 d.C. e da Idade do Ferro romana. Morten Ramstad, do Museu Universitário de Bergen, disse que sua equipe foi capaz de recuperar a maior parte do conjunto, como relatado pela NRK.

O local da descoberta. Imagem: Universidade de Bergen

“As descobertas de peças de jogo do final da Idade do Ferro são muito raras tanto na Noruega como no resto da Escandinávia”, de acordo com o comunicado de imprensa. “As peças e os dados pertencem a um jogo de tabuleiro inspirado no jogo romano Ludus latrunculorum, e o dono era provavelmente uma pessoa de alto nível que pertencia a [uma tribo regional de elite].”

Ludus latrunculorum, como outros jogos romanos antigos, era semelhante ao xadrez e ao gamão. Este jogo se tornou popular entre os povos germânicos, se espalhando mais para o norte da Escandinávia, segundo a NRK. Os dados são marcados com círculos de pontos representando valores de zero, três, quatro, e cinco.

A fossa Ytre está em uma importante localização geográfica perto do estreito de Alverstraumen. Durante a Idade do Ferro, essa foi uma importante rota marítima ligando o norte da Noruega ao sul da Escandinávia e à Europa continental. Como fato curioso, a rota marítima foi chamada Nordvegen, que significa “caminho do norte”, e desde então tornou-se o nome oficial da nação: Noruega.

Ambos os lados de uma peça do jogo. Imagem: Universidade de Bergen

A presença de um jogo de tabuleiro dentro de um poço de cremação perto do Alverstraumen aponta para o status especial do indivíduo cremado no local.

Ramstad disse à NRK que os bens da sepultura são “objetos de status que atestam o contato com o Império Romano, onde gostam de se divertir com jogos de tabuleiro”. As pessoas que jogavam esse tipo de jogo “eram aristocratas locais ou de classe alta”, e a capacidade de jogar tais jogos “mostrava que você tinha tempo, lucros e capacidade de pensar estrategicamente”, explicou Ramstad.

Os dados alongados, mostrando os quatro lados. Imagem: Universidade de Bergen

E como observado no comunicado de imprensa da Universidade de Bergen, as pessoas “que controlavam o ponto ao longo da rota de navegação tinham poder e domínio político em suas áreas tribais locais”, acrescentando que “os muitos e grandes túmulos que encontramos ao longo de Alversund são um testemunho de um cenário político, sobre grupos poderosos que poderiam taxar bens e obter tributo daqueles que navegavam pelo estreito.”

Os itens encontrados em Ytre estão sendo preservados e depois provavelmente serão colocados em exposição pública em um museu local.

Fonte: gizmodo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

TV 8K da Sony ‘ideal para PS5’ chega ao Brasil com 75″ e preço de carro

Modelo já está disponível para comprar no site oficial da marca A Sony começa a vender a n…