São dois modelos, A1 e A1 Pro, com velocidade máxima de 24 km/h e autonomia para 60 a 70 km. Preço é menor que o de um smartphone topo de linha da marca, como o Mi 10

A Xiaomi está lançando na China duas “motos” elétricas de baixíssimo custo. Os modelos, A1 e A1 Pro serão inicialmente comercializados na plataforma de crowdfunding da empresa, chamada Youpin, e produzidos por uma fabricante chamada 70mai.

As scooters pesam 52 Kg e tem velocidade de até 25 km/h, o máximo legalmente permitido na China para um veículo elétrico na categoria. A autonomia é de 60 km no modelo A1, que tem bateria de 768 Wh. Já o A1 Pro chega a 70 km com bateria de 960 Wh. As baterias são removíveis, e podem ser carregadas mesmo separadas dos veículos.

Reprodução

Ambos tem suspensão completa, freios a disco na frente e um computador de bordo com tela colorida, GPS integrado e controle de voz, embora o do modelo A1 Pro tenha tela sensível ao toque. Também há uma câmera 1080p nos dois modelos, para gravar imagens do percurso. A A1 Pro tem memória interna, enquanto que na A1 o usuário tem que fornecer um cartão micro SD.

Mas o mais atraente nas motonetas é o preço: a A1 está disponível por um preço promocional de lançamento de US$ 424 (cerca de R$ 2,150), embora o sugerido pelo fabricante seja US$ 523 (cerca de R$ 2.650). A A1 Pro sai por US$ 566 (aproximadamente R$ 2.800) no lançamento, e o sugerido é US$ 655 (cerca de R$ 3.300).

Para se ter uma idéia, é o mesmo preço de um smartphone topo de linha da Xiaomi, como o Mi 10, que chegou às lojas na China pelo equivalente a US$ 570 (cerca de R$ 2.900).

Fonte: Electrek

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Nokia lança Smart TV 4K com Android e tecnologia JBL na Índia

A fabricante Nokia anunciou oficialmente o lançamento de um televisor. A Nokia TV é um dis…