Pesquisa quer determinar como a quantidade de gelo na superfície afeta os hábitos alimentares dos animais

Biólogos da University da Califórnia em Santa Cruz (UCSC) prenderam câmeras a 30 baleias Minke no litoral da Antártica para captar imagens de seu dia-a-dia e entender melhor seus hábitos, especialmente no quesito da alimentação.

Os pesquisadores querem, principalmente, entender como a quantidade de gelo sobre as águas afeta os hábitos alimentares das baleias, que consomem principalmente Krill (um pequeno crustáceo) e algumas espécies de peixes.

Ari Friedlaender, ecologista da UCSC que liderou a missão, diz que a iniciativa é “única, considerando que nunca fomos capazes de medir esse tipo de característica ambiental da perspectiva do animal”.

Segundo a Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas, as Minke antárticas estão quase “ameaçadas de extinção”, principalmente devido a mudanças em seu hábitat causadas pelo aquecimento global. Uma estimativa de 2004 aponta a existência de cerca de 515 mil exemplares.

Fonte: olhardigital via Mashable

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

O machismo no mundo dos Games: Caso de Isadora reabre discussão

Apresentadora foi afastada da Microsft após sofrer ataques machistas na internet O machism…