AMD tem sucesso consistente em vários modelos e passa Intel, que se destaca em menos opções

Depois de anos comendo poeira, a AMD enfim conseguiu fazer frente à Intel no segmento de processadores domésticos aqui no Brasil. A empresa não apenas se tornou uma competidora de fato, mas também ultrapassou sua rival em importações no ano de 2019, somando 15.142 unidades a mais importadas, totalizando 96.688 processadores, o que representa 54,2% do total de modelos trazidos para cá no ano passado. Os dados não consideram processadores de notebooks, mercado onde a Intel ainda lidera com larga vantagem.

Os dados não consideram notebooks, onde a Intel tem quase o mercado inteiro

Os dados vêm da Receita Federal, então contam somente os produtos importados por varejistas por métodos tradicionais de compra. Sabemos que no Brasil há um número representativo de pessoas que trazem seus produtos por outros meios, seja viajando para buscar no Paraguai ou qualquer outro método. Esses casos não contam, então, no somatório dessa pesquisa.

Dados consideram apenas importações oficiais que passam pela Receita Federal

Um dos principais motivos para o sucesso da AMD foi o fato da empresa conseguir manter um nível relevante de sucesso ao longo de diferentes produtos de sua linha, enquanto a Intel consegue ter uma popularidade esmagadora com um ou outro produto, mas muitas de suas opções não emplacam tantas vendas. Podemos observar isso em detalhe nos gráficos do número de importações para cada modelo de cada uma das fabricantes:

Dá pra ver que o modelo de maior sucesso da Intel vendeu muito mais unidades que o de maior sucesso da AMD. Foram 28.406 unidades do Core i5-9400F contra 17.053 unidades do Ryzen 7 2700, uma diferença considerável. Mas as barras da Intel já caem visivelmente quando vamos para outros produtos, enquanto na AMD os números se sustentam melhor, o que dá a soma final favorável ao “lado vermelho”. Veja abaixo o comparativo dos três modelos mais importados de cada companhia:

Apesar da retomada surpreendente da AMD, representantes do mercado e pessoas envolvidas no setor de vendas de hardware estimam que seus números poderiam ter sido ainda melhores, mas a empresa ainda sofre com preconceitos, tanto de consumidores como de algumas revendas. Ivanir Sangaletti, da Movva, deu o seguinte depoimento:

Mesmo com a evolução da tecnologia, é possível notar que algumas revendas ainda têm resistência em comprar, e até mesmo oferecer ao cliente final, uma solução com processador AMD. Em parceria com o Fabricante, já realizamos treinamento para revendas e vendedores, e deixamos no site material com informações de comparativos entre os processadores, tudo para melhor ilustrar as vantagens. Mas, mesmo assim, a preferência é por Intel, o que faz com que nosso volume com estes processadores ainda seja predominante.

Cruzando esses dados com as informações a respeito das GPUs que mais fizeram sucesso por aqui no ano passado, começamos a ter uma boa noção de como é o setup médio do consumidor brasileiro.

Fonte: adrenaline

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Resumo semanal do Battlefield V: Transmissão da comunidade sobre o Update 6.2

Semana de carnaval e ficamos um pouco ausentes aqui no blog, contudo, não houve grandes no…