Um dos vetos permite a concessão de incentivos a empresas controladas por detentores de cargos públicos

Na última sexta-feira (27), o presidente Jair Bolsonaro sancionou a Lei 13.969/19, sobre a política industrial para o setor de tecnologias da informação e comunicação e para o setor de semicondutores.

Três vetos foram feitos no projeto original. Dois dos artigos vetados falavam sobre benefícios que não seriam aplicados às “pessoas jurídicas nas quais proprietários, controladores, diretores e seus respectivos cônjuges sejam detentores de cargos, empregos ou funções públicas”. A justificativa foi de que a medida ofende os princípios de isonomia e proporcionalidade, previstos na Constituição.

O terceiro veto foi para a possibilidade de as empresas gerarem créditos financeiros adicionais de três quartos do valor investido. Segundo o Planalto, ao alterar a política industrial, a proposta aumenta a renúncia de receita do Executivo sem indicar a respectiva fonte de custeio, violando a Lei de Responsabilidade Fiscal.

A nova legislação foi aprovada pela Câmara em 16 de dezembro para substituir as isenções tributárias anteriores, consideradas ilegais pela OMC (Organização Mundial do Comércio). 

Fonte: olhardigital via Câmara dos Deputados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Portal de consulta de linhas pré-pagas por CPF chega a todo o país

Cadastro Pré permite consultar linhas pré-pagas da Algar, Claro, Oi, Sercomtel, TIM e Vivo…