Apps móveis do Facebook, Messenger, Instagram e WhatsApp encabeçam lista dos 10 mais baixados da década; Netflix é o campeão em gastos in-app

Que o Facebook está presente 24/7 nas vidas online de muita gente, ninguém duvida, mas os dados levantados pela App Annie, uma empresa especializada em análise de dados para aplicativos móveis pegou todo mundo de jeito: a companhia de Mark Zuckerberg é dona dos quatro aplicativos mobile mais baixados em dispositivos da década, sendo eles o Messenger, o WhatsApp, o Instagram e o próprio Facebook.

A pesquisa leva em conta downloads realizados no iOS e Android, de 2010 a 2019 (os dados combinados foram contabilizados a partir de janeiro de 2012; antes, só contam downloads em iPhones e iPads) e mostra como o Facebook dominou o cenário mobile, oferecendo os aplicativos mais procurados pelos usuários.

Ainda que o Instagram e o WhatsApp tenham sido adquiridos respectivamente em 2012 e 2014, a adoção pelos consumidores prova que o dinheiro, que não foi pouco, foi bem investido, mesmo que o último ainda não veicule anúncios (existem planos para inclui-los nos Status).

A lista dos 10 apps mobile mais baixados da década é a seguinte:

  1. Facebook;
  2. Facebook Messenger;
  3. WhatsApp;
  4. Instagram;
  5. Snapchat;
  6. Skype;
  7. TikTok;
  8. UC Browser;
  9. YouTube;
  10. Twitter.

A lista também aponta o total domínio de empresas de tecnologia norte-americanas na lista, que emplacaram 8 dos 10 apps; os demais (TikTok e UC Browser) são sem surpresa chineses, com destaque para a rede social/app musical TikTok, que se tornou uma febre global em 2019. No geral, a dominância desses aplicativos em específico não surpreende, cada um com um grau de excelência em seu setor e excelente direcionamento ao público.

Netflix é o campeão em gastos

jgryntysz / controle remoto / Pixabay / Netflix

A App Annie também analisou quais os apps em que os usuários mais gastaram dinheiro ao longo da década e os resultados foram surpreendentes: a Netflix lidera a lista, com o Spotify na 7ª posição, mostrando que mesmo após a lavação de roupa suja em público entre a plataforma de streaming de música e a Apple, por conta da porcentagem que a maçã (e o Google) coletam em cima de assinaturas feitas via apps mobile, o público prefere a comodidade e não está nem aí para quem vai a grana. Ele quer pagar e receber o conteúdo, simples assim.

Os 10 apps que mais geraram receita in-app são os seguintes:

  1. Netflix;
  2. Tinder;
  3. Pandora Music;
  4. Tencent Video;
  5. LINE;
  6. iQIYI;
  7. Spotify;
  8. YouTube;
  9. HBO Now;
  10. Kwai.

Subway Surfers, o jogo mais baixado; Clash of Clans, o mais rentável

Kiloo / Subway Surfers / Facebook

A empresa de análise também relacionou os 10 jogos mais baixados em celulares da década, que é encabeçada por Subway Surfers, o endless runner mais popular de todos, principalmente por ser gratuito e simples. Isso não é nenhuma surpresa, visto que o título lançado em 2012 foi o primeiro jogo a alcançar a marca de 1 bilhão de downloads, em março de 2018.

Por outro lado, é curiosa a completa ausência de Angry Birds e seus vários derivados.

  1. Subway Surfers;
  2. Candy Crush Saga;
  3. Temple Run 2;
  4. My Talking Tom;
  5. Clash of Clans;
  6. Pou;
  7. Hill Climb Racing;
  8. Minion Rush;
  9. Fruit Ninja;
  10. 8 Ball Pool.

Para encerrar, a lista com os 10 jogos que mais geraram receita in-app também não traz nenhuma surpresa: como esperado, Clash of Clans foi o campeão, com seu “irmão” Clash Royale na 10ª colocação. Pokémon GO emplacou o 8º lugar e Fate/Grand Order, o card game que conseguiu a façanha de ser o jogo mais comentado no Twitter em 2018, derrotando Fortnite, conquistou a 5ª posição.

  1. Clash of Clans;
  2. Monster Strike;
  3. Candy Crush Saga;
  4. Puzzle & Dragons;
  5. Fate/Grand Order;
  6. Honor of Kings;
  7. Fantasy Westward Journey;
  8. Pokémon GO;
  9. Game of War – Fire Age;
  10. Clash Royale.

Fonte: meiobit via App Annie

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

YouTube lança plataforma de vídeos curtos para competir com TikTok

Em fase de testes, YouTube Shorts está disponível somente para usuários de Android na Índi…