Medida que passa o teto de US$ 500 para US$ 1.000 entrará em vigor em 2020

O ministro da Economia, Paulo Guedes, assinou nesta segunda-feira (14) portaria que aumenta de US$ 500 para US$ 1000 o limite de compras em free shops para brasileiros que voltam de viagens do Exterior. Conforme postagem realizada pelo presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais, a medida passará a valer a partir do dia 1º de janeiro de 2020.

O ministério não informou mais detalhes sobre a portaria, divulgada no Diário Oficial da União desta terça-feira (15). 

No caso das compras feitas fora do país e trazidas para o Brasil na bagagem, o atual limite de US$ 500 será mantido. Isso porque uma norma do Mercosul que dita a regra para todos os países do bloco não pode ser desrespeitada.

Outra mudança que havia sido definida pelo governo é a ampliação de US$ 300 (R$ 1.230) para US$ 500 (R$ 2.050) da cota de isenção autorizada para free shops nas fronteiras terrestres, caso em que se enquadra o Paraguai.

Itens importados vendidos em free shops são isentos de Imposto de Importação, IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) e PIS/Cofins. Entre os varejistas locais, o receio é que haja aumento da competição desigual. 

Fonte: gauchazh.clicrbs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Feliz aniversário JoStAh

Brother, desejamos tudo de bom pra uma pessoa querida como você! Muita saúde, paz, família…