“As Forças Armadas estão desenvolvendo um míssil de longo alcance capaz de ser lançado do ar e atingir alvos a 300 quilômetros de distância, ou seja, a maioria dos países da América do Sul (exceto o Chile). Fabricado pela Avibras Aeroespacial, a arma tem alto poder de destruição – carrega uma ogiva de 200 quilos. Trata-se de uma variação do míssil de cruzeiro terra-ar AV-MTC, do programa estratégico do Exército Brasileiro chamado Sistema de Foguetes de Artilharia para Saturação Aérea (ASTROS) 2020.

Segundo a revista especializada Jane’s Defence Weekly, o desenvolvimento do AV-MTC de superfície deve ser concluído em dezembro de 2020, após oito anos de estudos e testes. Um lote de produção do míssil está programado para ser adquirido em 2021, informou o general José Júlio Dias Barreto, gerente de projetos do Astros 2020. A revista estima que o míssil pesa aproximadamente 1.100 kg, tem 450 mm de diâmetro, 5.430 mm de comprimento, velocidade de cruzeiro de 1.044 km /h, alcance superior a 300 km e erro circular de probabilidade de 30 metros.

Já o míssil lançável do ar, cujo projeto foi batizado como MICLA-BR, deverá ter as mesmas características, com motor de foguete sólido de dois estágios, um motor subsônico e orientação por GPS. Segundo o site Tecnologia e Defesa, o novo armamento deverá equipar os novos caças Gripen da Força Aérea Brasileira.”

Fonte: gazetadopovo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Xiaomi apresenta o monitor gamer de 34 polegadas Mi Surface Display

A chinesa Xiaomi apresentou o monitor gamer Mi Surface Display 34, baseada em um painel cu…