A contagem de países que baniram o jogo de battle royale on-line PlayerUnknown’s Battlegrounds parece estar aumentando, depois do Nepal agora foi a vez da Jordânia que se juntou ao grupo de países que proibiram o jogo em seus respectivos territórios. Mas parece que este não é o único jogo que fará parte da lista de banimentos do país. De acordo com um site de notícias da Jordânia, espera-se que mais seis jogos tornem-se proibidos, um dos quais é o Fortnite. 

Conforme relatado por Roya News (via GamesIndustry.biz), o Eng. Mohammad AlWathiq Shaqrah, diretor de assuntos de beneficiários na Comissão Reguladora de Telecomunicações do país (TRC), disse que após a proibição do PUBG, há potencialmente mais seis que deverão seguir o mesmo caminho. Ele teria dito a Roya News em uma entrevista que “Fortnite é um dos jogos que devem ser banidos”. 

Parece que a proibição do PUBG entrou em vigor em 4 de julho, e a decisão foi tomada como uma resposta a um suposto estudo da Organização Mundial da Saúde em que a TRC classificou o PUBG como um jogo violento, segundo um comunicado divulgado neste fim de semana. Segundo o estudo, “PUBG é um jogo violento que leva ao vício e isolamento social” e que as crianças que jogam “tais jogos são mais violentas do que as que não jogam”. 

Será que o Brasil poderá seguir o mesmo caminho da Jordânia? 

Não é algo muito difícil de imaginar, tendo em vista que o Brasil já foi palco de uma proibição de um dos jogos que foi considerado como um dos mais populares de todos os tempos – Counter-Strike. Em 2008, ainda antes do lançamento da versão “Global Offensive”, Counter Strike foi considerado “nocivo à saúde do consumidor” e recolhido de lojas no Brasil. Uma grande discussão sobre jogos de tiros aconteceu na época. 

Segundo a descrição do Procon de Goiás na época, “o participante pode escolher o lado do crime: virar bandido para defender a favela sob seu domínio. Quanto mais PMs matar, mais pontos. A trilha sonora é um funk proibido”. A venda só voltou a ser liberada no ano seguinte, em 2009. 

Atualmente, na era do battle royale, PUBG e Fortnite são os jogos mais populares e considerados “violentos” por especialistas, o que pode gerar medidas semelhantes a adotadas com o Counter-Strike em 2008 aqui no Brasil. 

Mas, vamos torcer para que mais nenhum país entre no grupo dos que proibiram jogos como PUBG, afinal, não é um jogo que irá mudar nossa personalidade ao ponto de nos tornarem pessoas violentas (opinião do editor :D).

Fonte: battlefieldbr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Novo iPhone pode ser lançado dia 13 de outubro, sugerem fontes.

A Apple pode estar próxima de lançar o novo iPhone 12 no dia 13 de outubro. A informação é…