nova atualização que marca o inicio do capítulo 4 em Battlefield V trouxe alguns ajustes e correções,  mas também trará consigo novos mapas, entre eles um intitulado de “Al Sundan”, que chega aos jogadores no dia 27 de junho, porém, o novo mapa sofrerá atraso no modo conquest. Segundos os próprios produtores, em Al Sundan poderemos tirar maior proveito do campo aberto e desértico em guerras de veículos em larga escala.

Mas você sabe da importância do local para nossa realidade ou o que se desdobrou e o que levou os produtores a focarem justamente numa guerra colossal de veículos?

 O mapa será um grande deserto e como de costume na série Battlefield, se espelha em locais reais e de importantes marcos durante as guerras e este não será diferente. Al Sundan se passará em algum local do interior norte africano (provavelmente o Sudão, já que em inglês o país é escrito como Sudan), que ficou marcado por grandes batalhas especialmente nos desertos do que hoje são os territórios da Líbia, Egito, Marrocos, Argélia e Tunísia.

A estas batalhas, foram dados os nomes de Campanha Norte-Africana ou Guerra do Deserto, que também se dividiram em “campanhas” que foram intituladas de Operação Tocha e tambémCampanha Tunisiana e já deram as caras em outros mapas já no lançamento de Battlefield V (como o Aerodrome na Líbia e Hamada no Egito).

Mas vale lembrar que a ligação entre estes acontecimentos reais e o jogo, são apenas as inspirações e referências apenas de localização, uma vez que não são citadas de fato as missões e consequências no jogo e nem temos uma campanha no modo história inspirada nos acontecimentos.

 Esses conflitos de grande importância se deram entre os anos de 1940 e 1943, entre os Aliados, que contava especialmente com o exército do Reino Unido (com grande apoio militar dos EUA) contra o Eixo formado pela Alemanha Nazista, a Itália Fascista e a França de Vichy.

Com a declaração de guerra italiana em 10 de junho de 1940, se iniciava o conflito no norte da África, aonde dias depois o exército britânico cruzava a fronteira da Líbia e capturava um forte italiano.

Com isso, a Itália passou a fazer uma investida no Egito, o que acabou gerando um contra-ataque britânico, que ficou conhecido como Operação Compasso, aonde o exército italiano, mesmo com seus 200 mil homens (36 mil a mais do que o exército dos Aliados) saiu derrotado e a Alemanha enviou a Afrika Corps para apoio, afinal, já previam a derrota total do Eixo. Com isso, uma série de conflitos visando o controle da Líbia e de partes do Egito foram travados.

Soldados da Afrika Korps, a força expedicionária da Alemanha durante os embates no norte-africano


 OPERAÇÃO TOCHA 

 A invasão britânico-americana durante a Campanha Norte-Africana acabou por receber o nome de Operação Tocha e foi sem dúvidas um dos pontos chaves de toda a batalha na África. As forças britânicas e americanas acabaram por aterrissar em território ocupado pela França de Vichy em 8 de novembro de 1942, acreditando que haveria pouca resistência por parte do exército francês, mas acabaram por encontrar justamente o cenário inverso e uma batalha sangrenta aconteceu com a resistência e ataque ao exército dos Aliados principalmente em Orã (Argélia) e Marrocos.

Mas em Argel (capital da Argélia), um golpe de estado foi articulado e executado, o que culminou na prisão dos comandantes do exército de Vichy e com isso o exército Aliado quase não encontrou resistência e dominou a região ainda no primeiro dia de Operação.

Soldados norte-americanos desembarcando em Argel

 Após três dias de conversas e ameaças, os generais norte-americanos Mark Clark e Eisenhower obrigaram o Almirante de Vichy, François Darlan e o general Alphonse Juin a ordenarem o fim da resistência em Orã e no Marrocos.

As campanhas aliadas forçaram o Eixo a ocupar a França de Vichy e além disso, a esquadra francesa foi capturada na cidade de Toulon pelos italianos, o que não foi grande vantagem porque a maior parte desta esquadra havia sido parcialmente destruída para prevenir seu uso pelas potências do Eixo. Tudo acabou com o batalhão de Vichy na África do Norte unindo-se aos Aliados.

 CAMPANHA TUNISIANA

 Depois das ofensivas terrestres da Operação Tocha, os alemães e os italianos iniciaram a formação de tropas na Tunísia para preencher o vazio deixado pela retirada das tropas de Vichy. Durante este período de fragilidade, os Aliados foram contrários a um avanço rápido contra a Tunísia enquanto tinham problemas com as autoridades de Vichy.

Muitos dos soldados aliados perderam tempo na mesma posição por conta do status incerto e das intenções das tropas de Vichy. Os Aliados finalmente conseguiram avançar para Tunísia no começo de dezembro, mas somente com a força de uma divisão, a Força Tarefa Oriental da 78ª Divisão de Infantaria Britânica e integrantes da 1ª Divisão Blindada dos Estados Unidos.

Estes avançaram em direção ao leste a 30 km de Túnis (Tunes ou Túnis é a capital da Tunísia), porém, o Eixo reforçou a sua defesa e já tinha uma divisão alemã e cinco italianas no local, o que acabou com os aliados sendo massacrados.

No começo de março, o Oitavo Exército britânico avançou para o oeste ao longo da costa norte-africana e chegou na fronteira da Tunísia. Já no final de Março, o Oitavo Exército Britânico contornou a defesa do Eixo na Mareth Line e o Primeiro Exército no centro da Tunísia lançou seu principal ataque em meados de abril para pressionar as forças do Eixo até que sua resistência na África não mais resistisse.

Em 13 de maio de 1943, entregando mais de 275.000 prisioneiros de guerra a forças do Eixo se renderam. Embora a maior parte do exército do Eixo tenha escapada da Tunísia, essa enorme perda de tropas experientes reduziu e muito a capacidade militar das potências do Eixo.

Tropas no front africano

Com mais de 100 mil mortes confirmadas nestes embates no norte-africano, os Aliados venceram as forças do Eixo, o que acabou por armar o palco para a Campanha da Itália começar. A invasão aliada da Sicília teve início apenas dois meses depois, em julho de 1943.

Fonte: battlefieldbr

Um comentário

  1. […] Al Sundan – O novo mapa de Battlefield V e a Campanha Africana […]

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Imagens mostram três OVNIs voando pela Lua

Em vídeo, é possível ver objetos voando em formação Os teóricos da conspiração estão de vo…