Battlefield 5 iniciou sua jornada no gênero Battle Royale e o novo modo para a série já está disponível para jogar.

Embora o feedback geral para o Firestorm tenha sido positivo, existem algumas alterações que a DICE precisa resolver o quanto antes a fim de tornar o Firestorm a melhor experiência possível, inclusive para o público brasileiro.

Gestão de inventário 

O gerenciamento de inventário não é tão intuitivo e tem um processo de aprendizagem um pouco demorado, por exemplo, para você mover um item dentro do inventário é necessário alguns cliques e você não consegue arrastar o item para reposicioná-lo ou jogá-lo fora. Para jogadores do PC isso é frustante.

Munição 

Um incidente, do qual muitos foram vítimas, resultava na tentativa de pegar munição para sua arma e não conseguir – mesmo que você não tenha nenhuma. Isso ocorre porque não há espaço no seu inventário e o mesmo que estava ocupado por outra munição. Infelizmente, isso não ficou claro e levou os jogadores a demorarem mais tempo do que o necessário para descobrir.

Looting 

Sem dúvida, o elemento alvo da maioria das reclamações do Firestorm é o looting. O problema com o looting já foi o suficiente para diminuir a diversão enquanto jogamos o modo Battle Royale.

Muitos relataram que se passava mais tempo tentando organizar o inventário e coletando itens dos cadáveres do que propriamente jogando.

Pegar itens não é tão fácil quanto em outros jogos do gênero. Em Firestorm, você precisa estar olhando diretamente para um item em específico e quando existe um soldado morto, todos os itens acabam caindo no chão e muitas das vezes, sobrepondo o outro. Esse processo acaba não sendo preciso o suficiente, dificultando a coleta e organização do inventário.

Isso seria facilmente resolvido colocando um sistema de caixas como no Apex Legends ou o sistema de itens nas proximidades que o PUBG oferece.

A Criterion Games, estúdio responsável pelo modo, já está trabalhando em melhorias a respeito dos loots, vamos aguardar.


Matchmaking 

Esperamos que isso seja apenas uma questão inicial, mas o matchmaking (sistema para encontrar jogadores e iniciar a partida) está demorando mais do que deveria. Sabemos que a base de jogadores não é um problema, já que faz apenas um dia desde o lançamento do Firestorm. Alguns jogadores relatam uma demora de cinco a dez minutos, o que sugere que há uma falha no sistema de matchmaking.

Para nós brasileiros, a grande reclamação foi a falta dos servidores em nossa região e pings altos. Na verdade, existem sim os servidores South América (SA) para o modo, contudo, o problema é que por algum motivo, o matchmaking está nos levando para servidores de outras regiões.

Sobre esse assunto, o Battlefield Brasil já entramos em contato com a DICE e eles responderam que estão trabalhando para resolver o problema.

Estas são os principais questões que, embora não sejam desastrosas, precisam ser resolvidas rapidamente. Felizmente, devido à sua natureza, tudo pode ser corrigido de forma relativamente rápida.

Fonte: battlefieldbr

3 Comentários

  1. […] Mudanças necessárias e urgentes para o Firestorm do Battlefield V […]

    Resposta

  2. Dino

    1 de abril de 2019 em 15:17

    final de semana passou, jogamos um pouco com servidores locais e ja estamos sem eles novamente. brincadeira isso por parte da DICE. depois nao entendem pq perderam uma parcela grande de jogadores. eu nao quero esperar ate o mes que vem, eu quero jogar hoje que estou de folga mas esse lixo só acha partida com 180 de ping. ridiculo

    Resposta

  3. […] Leia Também: Mudanças necessárias e urgentes para o Firestorm […]

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Bug em Call of Duty: Modern Warfare revela mapa do modo Battle Royale

Recentemente houve um vazamento de dados no modo Battle Royale no título Call of Duty: Mod…