Parece que o tão esperado serviço de streaming da Apple deve ser lançado nos próximos meses. De acordo com a Bloomberg, a empresa planeja (finalmente) nos apresentar ao seu concorrente para a Netflix em um evento no dia 25 de março.

Apple CEO Tim Cook speaks during an event to announce new products Tuesday Oct. 30, 2018, in the Brooklyn borough of New York. (AP Photo/Bebeto Matthews)

Citando pessoas familiarizadas com o assunto, a Bloomberg diz que o evento convidou várias celebridades importantes e pesos-pesados ​​da indústria de entretenimento ligados a seus projetos, incluindo o cineasta J.J. Abrams e a atriz Jennifer Garner, que estão trabalhando na série My Glory Was I Had Such Friendspara a empresa. O serviço de vídeo provavelmente será incluído no aplicativo de TV da Apple, disse a Bloomberg, e poderá ter um lançamento oficial durante o começo do segundo semestre.

Starz, da Lions Gate; CBS, que possui o Showtime; e a Viacom devem oferecer serviços de streaming por assinatura na plataforma da Apple, de acordo com pessoas familiarizadas com o assunto, que pediram para não serem identificadas porque as discussões são privadas.

Enquanto a Bloomberg diz que o lançamento do serviço de streaming está programado para o segundo semestre, a CNBC afirma que a Apple pode estar pensando em abril ou maio. A Information contou no mês passado que os parceiros de serviços de streaming da Apple foram instruídos a se preparar para um lançamento em abril, citando três fontes familiarizadas com seu plano.

Além da reunião de Garner e Abrams com My Glory Was I Had Such Friends, que é baseada nas memórias de Amy Silverstein com o mesmo nome, a Apple está investindo recursos em vários outros projetos originais antecipados. Sofia Coppola e Bill Murray estão se unindo para a produção de On the Rocks, que faz parte do acordo da Apple com a queridinha indie para a produção de vários filmes. A Apple também deve lançar uma série de ficção científica de Simon Kinberg e David Weil.

No início desta semana, o BuzzFeed News informou que o serviço de notícias por assinatura da Apple também deve ser revelado no evento de 25 de março. No entanto, o chamado “Netflix das notícias” está enfrentando obstáculos para garantir parcerias, disse o Wall Street Journal, por causa da fatia exorbitante de 50% que a Apple está tentando garantir nos acordos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Após polêmica, Sony esclarece recurso de gravação de voz no PS5

A atualização 8.00 do sistema do PlayStation 4 gerou polêmica entre a comunidade por conta…