NET e Claro perderam mais assinantes, enquanto Oi é a única grande operadora a crescer no setor

O serviço de TV por assinatura continua encolhendo no Brasil. Dados da Anatel registraram que as operadoras tiveram 549 mil clientes a menos entre janeiro e dezembro de 2018; trata-se de uma redução de 3%. Entre as maiores empresas, a única que cresceu no período foi a Oi. Algumas delas, como a Vivo, já firmam parcerias com Netflix e Amazon Prime Video.

Quem mais perdeu assinantes no período foi o grupo Telecom Americas, que é líder de mercado e dono das marcas Claro TV e NET. Confira os números de cada operadora e a variação porcentual em relação a 2017:

  • NET e Claro TV: 9,07 milhões (-5,2%)
  • SKY:  5,2 milhões (-1,4%)
  • Oi: 1,6 milhão (+6,1%)
  • Vivo: 1,56 milhão (-1,5%)

No total, contando com as operadoras regionais, o Brasil fechou 2018 com 17.574.822 assinantes. Em 2017, o país contava com 18.124.655 clientes.

Operadoras fecham parceria com streaming

A perda de assinantes em serviços de TV paga é uma tendência mundial, uma vez que as pessoas estão deixando de lado os canais lineares e optando por serviços de streaming — seja por uma questão de custo, ou mesmo pelo conforto de escolher o que quiser no momento que desejar.

As operadoras sabem dessa tendência e estão oferecendo serviços de streaming diretamente ao cliente. É o caso da Vivo, que firmou parceria com a Netflix e também oferece o Amazon Prime Video na fatura da banda larga ou telefonia móvel. Também é possível assinar outros serviços sem a necessidade de TV paga, como é o caso do Fox Premium, WatchESPN e até mesmo o Premiere Futebol Clube e Combate.

A Oi é a única operadora que cresceu no período. Ela vem focando na oferta de combos com serviço de telefonia fixa, móvel e internet, o que ajuda a estancar também as desconexões de telefonia fixa.

Além disso, a operadora vende o serviço Oi TV Livre, no qual o cliente compra o decodificador e a antena parabólica para ter acesso gratuito aos canais abertos. A empresa aproveita para oferecer o serviço de TV pré-paga para esses clientes, com pacotes a partir de R$ 29,90.

Com informações: TeleSíntese.

A solução pode ser simples e bom para todos.

Em contato com vários Ex clientes de TV por assinatura, eles relatam que o principal motivo da desistência é o alto valor mensal com pacotes limitados, e por unanimidade, sugerem que se as operadoras oferecessem pacotes Full e permitir grupos com 4 à 10 pessoas (ou mais), e a própria operadora venderia as antenas e serviço instalação, desse modo valor seria mais atrativo para cada participante.

Exemplo: Grupo com 10 pessoas, pacote Full (Futebol estadual, nacional, UFC, HBO, TeleCine, Porn, Globo e SBT local…) valor mensal R$600 para o titular, cada ponto pagaria 40,00/mês

Fonte: tecnoblog.net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia também

Piloto consegue pousar avião partido ao meio em Denver, nos EUA

Um piloto conseguiu uma façanha digna de filmes de ação na última quarta-feira (12). Ainda…