Inicial Curiosidades e/ou Diversao 16 fotos raras revelam como o dirigível Hindenburg era por dentro

16 fotos raras revelam como o dirigível Hindenburg era por dentro

8 min read
0
0
142

Você já deve ter visto alguma imagem do Hindenburg, o famoso dirigível que foi completamente destruído por um incêndio em maio de 1937. Foi a maior aeronave rígida já construída pelo homem, com 245 metros de comprimento, e podia transportar por volta de 70 passageiros, além da tripulação.

(Reprodução/Bored Panda/AP)

Os dirigíveis surgiram no início do século 20 como opção às longas viagens de navio e eram capazes de atingir velocidades máximas de 135 quilômetros por hora. Pode parecer incrivelmente lento comparado ao que aviões comerciais de hoje em dia são capazes de alcançar, mas as imensas aeronaves permitiam que as viagens da Europa à América do Norte fossem reduzidas de semanas para 53 a 78 horas e para 43 a 61 horas do continente americano ao europeu.

Luxo

Os dirigíveis eram equipados com camas para que os passageiros pudessem descansar, além de sala de estar, bar, restaurante e um salão de fumo. A mobília era produzida com os materiais mais leves possíveis, para que as aeronaves não ultrapassassem o peso máximo para poder voar. As passagens custavam o que hoje seria equivalente a pouco mais de R$ 26,5 mil por trecho. Sim, caro leitor, uma fortuna!

(Reprodução/Bored Panda/AP)

As operações transatlânticas do Hindenburg tiveram início em outubro de 1928, com viagens entre Frankfurt (Alemanha) e Lakehurst (New Jersey, nos EUA). Em 1931 começaram os trajetos entre a Alemanha e Recife e Rio de Janeiro, com um total de 136 voos à América do Sul até 1937, quando aconteceu o devastador incêndio que destruiu a aeronave e pôs um fim à era dos dirigíveis.

Na ocasião, havia 97 pessoas a bordo, entre tripulação e passageiros, e 36 morreram no desastre. O que aconteceu? O dirigível havia sido projetado para voar com o uso de gás hélio, mas, com as restrições impostas à Alemanha nazista para exportar o material, a aeronave vinha sendo preenchida com hidrogênio, que é altamente inflamável.

Confira a seguir raras imagens que revelam como era o imenso dirigível por dentro:

1 – O interior do Hindenburg foi projetado por Fritz August Breuhaus, designer que também cuidava da decoração de navios, trens e embarcações bélicas alemãs

(Reprodução/Bored Panda/AP)

2 – O salão do restaurante tinha por volta de 15 metros de comprimento por 4 de largura e era decorado com papel de parede retratando as viagens do Hindenburg à América do Sul

(Reprodução/Bored Panda/Airships.net collection)

3 – Versão colorizada do salão do restaurante

(Reprodução / Bored Panda / Airships.net collection)

4 – A sala de estar tinha cerca de 10 metros de comprimento e era decorada com um belo mural com rotas traçadas por grandes exploradores, como Vasco da Gama, Cristóvão Colombo e Capitão Cook

(Reprodução/Bored Panda/Airships.net collection)

5 – O espaço também era equipado com janelões para que os passageiros pudessem apreciar a viagem

(Reprodução/Bored Panda/Airships.net collection)

6 – O Hindenburg contava com 2 decks e, em 1936, um piano foi incluído para o entretenimento dos viajantes

(Reprodução/Bored Panda/Archiv der Luftschiffbau Zeppelin GmbH/Friedrichshafen)

7 – O dirigível também tinha um espaço que podia ser usado como escritório

(Reprodução/Bored Panda/Airships.net collection)

8 – Havia 34 cabines no Hindenburg, com capacidade para acomodar 70 passageiros, mas os banheiros ficavam em outro local e havia apenas 1 chuveiro a bordo

(Reprodução/Bored Panda/Airships.net collection)

9 – Esta era a sala onde os passageiros podiam fumar, o que não era uma boa ideia, considerando que o dirigível ficava cheio de gás altamente inflamável

(Reprodução/Bored Panda/Airships.net collection)

10 – Este era o bar do Hindenburg

(Reprodução/Bored Panda/Archiv der Luftschiffbau Zeppelin GmbH/Friedrichshafen)

11 – Sala de controle do dirigível

(Reprodução/Bored Panda/Airships.net collection)

12 – Era quase um navio voador

(Reprodução/Bored Panda/Airships.net collection)

13 – Área restrita à tripulação

(Reprodução/Bored Panda/Airships.net collection)

14 – Acomodação dos membros da tripulação

(Reprodução/Bored Panda/Airships.net collection)

15 – Cozinheiro com as mãos na massa

(Reprodução/Bored Panda/Airships.net collection)

16 – Refeitório da tripulação

(Reprodução/Bored Panda/Airships.net collection)

O incêndio que destruiu o Hindenburg se deu no dia 6 de maio de 1937, no momento em que o dirigível realizava uma manobra de ancoragem em Lakehurst. Na ocasião, transportava 36 passageiros e 61 membros da tripulação; 13 viajantes e 22 integrantes da equipe do Hindenburg perderam a vida e 1 trabalhador acabou falecendo em solo. O desastre foi largamente coberto pela imprensa da época – e você pode assistir a um vídeo do incêndio a seguir:

Fontes: megacurioso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

TV 8K da Sony ‘ideal para PS5’ chega ao Brasil com 75″ e preço de carro

Modelo já está disponível para comprar no site oficial da marca A Sony começa a vender a n…

MAIS VISTOS

fevereiro 2019
D S T Q Q S S
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728  

Categorias

DISCORD

%d blogueiros gostam disto: