Os problemas recentes que a Huawei vem tendo em relação à segurança de seus dispositivos e à prisão de uma de suas principais executivas, a CFO Meng Wanzhou, podem ou não estar ligados diretamente ao crescimento gigantesco da marca no mercado de smartphones, ultrapassando a Apple e ostentando o segundo lugar da lista de maiores empresas fabricantes de celulares, atrás apenas da Samsung.

No fim das contas, a ideia realmente parece fazer com que a empresa chinesa não precise utilizar nenhum componente de fabricação norte-americana

Seja como for, a Huawei parece já ter um plano B para não ficar para trás na corrida do mercado: segundo informações internas da empresa, existiria um laboratório secreto de pesquisa da companhia chinesa trabalhando a todo vapor no desenvolvimento de tecnologias consideradas as mais importantes do futuro próximo: inteligência artificial, computação em nuvem e sistemas de processamento que deixaria a empresa praticamente independente de companhias norte-americanas.

O campus da Huawei em Shenzhen.Photographer Brent Lewin Bloomberg

A Casa Branca chinesa

O nome do local pode soar até um pouco irônico: White House, ou Casa Branca, mesmo nome da sede executiva do governo federal dos Estados Unidos. Lá dentro, engenheiros trabalham a todo vapor aprimorando as mais diversas tecnologias que poderão pintar nos dispositivos da Huawei em um futuro breve.

Huawe-Xi Jinping, Presidente da Huawei, Ren Zhengfei. Fotógrafa Matthew Lloyd Pool via Bloomberg

É dito também que o próprio governo chinês pressiona a Huawei no desenvolvimento de novas soluções e que a empresa possui uma sala nesse laboratório secreto que serve apenas para visualizar diferentes cenários onde essa tecnologia desenvolvida ou aprimorada pode ser aplicada de maneira prática.

No fim das contas, a ideia realmente parece fazer com que a empresa chinesa não precise utilizar nenhum componente de fabricação norte-americana, tornando-se independente e fortificando ainda mais a economia da China justamente agora em que existe um embate ativo contra os Estados Unidos.

https://www.tecmundo.com.br/mercado/137200-huawei-tem-laboratorio-secreto-onde-estuda-nao-depender-eua.htm?f

Fonte: bloomberg

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Nvidia lança novo driver na Gamescom com promessa de melhoria em até 23% no desempenho

Versão 436.02 inclui um modo de latência ultra-baixa, melhor desempenho e novas recursos p…