Fortnite, o mais recente jogo em estilo battle royale, mostra que não é um fenômeno apenas passageiro. O título já rendeu à Epic Games algo em torno de US$ 300 milhões somente em abril deste ano.

A soma de receita do Fortnite em consoles, plataformas mobile e PC totalizaram US$ 296 neste mês. Isso representa um crescimento impressionante para o título. Em fevereiro, a empresa divulgou que o título rendeu US$ 126. Ou seja, foi um aumento de quase que o dobro em apenas dois meses.

O montante traz um dado curioso para o universo dos jogos battle royale. Já no mês de março, a Epic Games mostrou que o jogo passou seu principal rival Playerunknown’s Battlegrounds (PUBG) em termos de vendas. Os dois jogos têm sistemas diferentes de monetização. O battle royale de Fortnite é gratuito aos jogadores, sendo que a Epic Games aposta em compras internas para ganhar dinheiro. Já em PUBG, o modelo é o chamado de “preço cheio”; ou seja, usuários precisam comprar o título para se divertir.

A Epic Gamess adiciona apenas itens considerados cosméticos para compra interna, aqueles que não influenciam nas capacidades de personagem, apenas mudam a estética dos avatares.

Outra comparação é que, no mesmo período, o game rendeu até mesmo mais que o filme Vingadores: Guerra Infinita. O longa rendeu à Marvel Studios um total de US$ 250 milhões. Aliás, recentemente, o título recebeu um novo modo que adiciona Thanos ao game, em parceria entre as duas marcas.

O jogo entrou em beta para iOS em março, sendo lançado oficialmente para o sistema operacional em abril e, até o momento, não está disponível para Android. A chegada para os smartphones e tablets permitiu uma nova guinada no rendimento da empresa. Logo no lançamento, bateu a marca de rendimento de US$ 1 milhão por dia.

A versão para Android, contudo, está planejada para o meio deste ano. Além disso, a Epic também já anunciou um campeonato mundial de Fortnite com premiação no valor total de US$ 100 milhões, um montante maior do que todas as premiações do ano passado.

Fonte: The Verge

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

YouTube lança plataforma de vídeos curtos para competir com TikTok

Em fase de testes, YouTube Shorts está disponível somente para usuários de Android na Índi…