A gigante do segmento está negociando os direitos de transmissão do polêmico seriado para além de sua própria plataforma de streaming.

A Netflix está disposta a renunciar de sua tradicional e exclusiva estratégia de distribuição via sua plataforma de streaming para surfar na onda da polêmica envolvendo o seriado O Mecanismo, de José Padilha. De acordo com informações do UOL, a gigante do streaming está negociando com canais de TV por assinatura para que o thriller político estrelado por Selton Mello também seja exibido fora de sua própria plataforma – seguindo, portanto, o precedente estabelecido por House of Cards, transmitido pelo Paramount Channel no Brasil desde março do ano passado.

Mesmo que o acordo seja concretizado, no entanto, a possível exibição de O Mecanismonas telinhas ainda deve demorar para acontecer. O intuito é lançar o suspense que dramatiza os bastidores das investigações da Operação Lava Jato, considerada como uma das maiores jornadas de combate à corrupção da história política mundial, no mês de novembro, após a realização das eleições presidenciais de outubro. Assim, a Netflix evitaria quaisquer problemas caso O Mecanismo viesse a ser criticada por influenciar diretamente no resultado da próxima disputa eleitoral e ainda conseguiria capitalizar com a comercialização dos direitos de exibição da série.

Epicentro de uma enorme controvérsia – ressaltada pela nossa crítica da primeira temporada -, O Mecanismo arregimentou uma verdadeira legião de detratores, que não aprovaram a escolha criativa de Padilha por retirar frases – a polêmica “Estancar a sangria”, entre outras – de um infame áudio vazado da conversa entre Sérgio Machado e o senador Romero Jucá (MDB) e colocá-la como uma citação direta do ex-presidente Lula (PT); o ex-ministro do governo Michel Temer (MDB) e o líder do Partido dos Trabalhadores são inimigos políticos declarados e ocupam espectros totalmente diversos do conturbado cenário de Brasília, o que incomodou os setores da esquerda nacional. Assinantes do serviço da Netflix chegaram a planejar um boicote generalizado aos serviços da companhia de streaming por causa do diálogo, enquanto o criador do seriado foi duramente criticado pela ex-presidente Dilma Rousseff (PT), que acusou O Mecanismo de “propagar fake news e assassinar reputações”.

Padilha rebateu as avaliações negativas e taxou o descontentamento generalizado como “sem importância”; o cineasta de Tropa de Elite também assinou um editorial na Folha de São Paulo defendendo seu seriado e afirmando que a polêmica gerada em torno da série só favorece o “mecanismo” – ou seja, a corrupção sistêmica – que a mesma deseja denunciar. Maiores informações sobre a transmissão de O Mecanismo fora da plataforma da Netflix ainda não foram divulgadas.

Fonte: adorocinema

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Feliz aniversário NAGEL

Brother, desejamos tudo de bom pra uma pessoa querida como você! Muita saúde, paz, família…