“Fifa”, “Madden” e outros simuladores de esporte ganham novas edições todos os anos pela Electronic Arts, quase sempre trazendo apenas sutis mudanças de jogabilidade além de escalações e uniformes atualizados. Num país como o Brasil, em que novos jogos chegam a custar quase R$ 200 no lançamento, é um duro golpe anual para o bolso.

Em breve, porém, esse esquema pode acabar. Em uma entrevista à agência de notícias Bloomberg, Andrew Wilson, presidente da EA, disse que a empresa pode muito bem substituir o lançamento anual desses jogos por um sistema de assinatura.

“Há um mundo em que se tem ficado cada vez mais e mais fácil mover esses códigos por aí, em que nós talvez não precisemos fazer um lançamento anual”, disse Wilson. “Nós realmente podemos pensar nesses games como um serviço constante, 365 dias por ano.”

O CEO sugere que, em vez de se comprar uma nova edição de “Fifa” ou “Madden” todo ano, seja em disco ou em uma cópia digital, o jogador só precise baixar pacotes de atualizações regulares por uma assinatura mensal ou anual, por exemplo.

Os updates, além de atualizar as equipes, também poderiam trazer pequenas mudanças de jogabilidade, de modo que um novo lançamento, com mudanças mais drásticas, poderia levar anos para acontecer de novo. Entretanto, Wilson não deu mais detalhes sobre quando ou como essa proposta se tornaria realidade.

Fonte: olhardigital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia também

Battlefield 6 realmente terá desastres naturais que destroem os mapas?

Enquanto aguardamos ansiosamente por informações oficias do Battlefield 6, mais um forte r…