Um jogador de PC está sempre atrás dos melhores gráficos, na melhor resolução e com o máximo de FPS não é mesmo? Caso contrário faz muito mais sentido jogar nos consoles. E nessa busca da perfeição estamos sempre buscando maneiras de otimizar o sistema e fazer um upgrade no hardware, mas volta e meia esbarramos naqueles jogos super-hiper pesados que só um afortunado teria um hardware pra isso.

Com base nisso a PC Gamer fez uma lista bem interessante com os jogos mais pesados da atualidade, aqueles jogos que todo mundo sua frio na expectativa da máquina rodar com o máximo de FPS. O procedimento de teste foi simples, eles montaram uma máquina de 10 mil dólares e viram até onde era possível rodar os jogos.

A configuração da máquina é um Core i7 em 4.2GHz e uma GTX 1080. Os testes foram feitos na resolução 2560 x 1440 (meio termo entre 1080p e 4K). Vamos aos jogos? O ranking está montado com base na soma do máximo e mínimo.

10. Battlefield 1

FPS: 115 (máximo) – 89 (mínimo)

Começando nossa lista de leve, com Battlefield 1. E já vamos começar desmentindo o mito de que i5 é suficiente para games. Se quiser jogar no máximo você vai sim querer ter um i7. Nos testes, ao trocar o i7 pelo i5, o desempenho caiu 30%. A média de FPS ainda continuou boa, mas durante o combate não era raro ver abaixo dos 60 FPS.

Rodando com tudo no ultra e resolução de 2560×1440, o jogo manteve uma média de 115 FPS e mínimo de 89. Na campanha o jogo usa bem menos poder de processamento (mas quem é que só joga campanha de BF?). Interessante notar que Star Wars Battlefront também usa o mesmo esquema do Battlefield 1, mas é bem mais leve, por isso não aparece na lista.

O FPS tá baixo ou essa joça que é lenta mesmo?
O FPS tá baixo ou essa joça que é lenta mesmo?

9. Hitman

FPS: 81 (máximo) – 57 (mínimo)

O último jogo do Hitman (de 2016) fica bem pesado com tudo no máximo. Bem pesado mesmo! Por usar o DX12, ter uma CPU com muitos cores é essencial. Com tudo no máximo, resolução de 2560×1440 e SSAA desativado, a média ficou em 81FPS, e a mínima ficou em 57.

Por não ser um FPS de agilidade, a queda no FPS não incomoda tanto. Para manter a média de 60 FPS no ultra em 1080p você vai precisar de uma GTX 980 ou 1060, ou ainda uma RX 470. Em 1440p só uma GTX 1080 para (quase) aguentar o tranco.

Só com uma GTX 1080 mesmo para ver que este terno belíssimo tem corte italiano.
Só com uma 1080 mesmo para ver que este terno tem corte italiano.

8. Far Cry Primal

FPS: 76 (máximo) – 56 (mínimo)

É interessante ver esse jogo aqui porque ele não tem boa parte das tecnologias pesadas da NVIDIA, por isso deveria ser um jogo bem de boa para rodar. Mas com o pacote de texturas em HD o jogo fica bem pesado. Com a configuração nossa ele até conseguiu manter mais de 60 FPS em boa parte do tempo, mas não muito além disso, e não considero isso negativo, muito pelo contrário, pois se mostra um jogo bem equilibrado e um dos com menos disparidades entre mínimo e máximo de FPS.

Sério? Seu PC não tá aguentando rodar Far Cry?
Sério? Seu PC não tá aguentando rodar Far Cry?

7. Grand Theft Auto V

FPS: 64 (máximo) – 43 (mínimo)

Lembro quando ganhei minha primeira placa de vídeo de verdade, uma GeForce 4 MX 440. Foi bem na época do lançamento do GTA 3, e obviamente o FPS não era o que todo mundo queria. Com os novos GTA a história sempre se repete, gráficos belos mas pesados.

Com GTA 5 não é diferente, apesar de ter opções para várias configurações, se quiser rodar no máximo seu PC vai sofrer. Em 2560 x 1440, tudo no máximo (incluindo na aba Avançado) o jogo manteve média de 64 FPS e mínimo de 43. Para rodar 4k com tudo no máximo, só um SLI mesmo.

Se não tem 5 estrelas não é GTA
Se não tem 5 estrelas não é GTA

6. Crysis

FPS: 72 (máximo) – 33 (mínimo)

Eu ainda estava na faculdade e suspirava com a expectativa de um dia formar, ficar rico e montar uma máquina para jogar Crysis. O jogo é de 2007 mas ainda figura como um dos mais pesados e bonito de todos os tempos. Rodando em 2560 x 1440, no Very High e 4xAA o jogo manteve uma média de 72 FPS. Média, porque em dados momentos o jogo caiu drasticamente para 33 FPS.

Incrível! Em 2007 era impossível rodar Crysis com média de 60 FPS e tudo no máximo, o jogo foi literalmente feito para hardware de agora, pois foi pioneiro em várias técnicas gráficas via software que na época as placas não estavam preparadas para rodar. Nem mesmo as três sequências conseguiram ser tão pesadas quanto o original.

crysis
O clássico “Tá mas… roda Crysis?”, ainda está valendo.

5. Rise of the Tomb Raider

FPS: 54 (máximo) – 44 (mínimo)

Outro jogo pesado, adivinha porque? É interessante notar que nem sempre novas tecnologias significam avanço na qualidade. Quer ver um exemplo? Olha essa comparação de VXAO da própria NVIDIA, qual lado é mais bonito pra você? Com o VXAO desligado a média fica acima dos 60 FPS como queremos, mas com ele ligado o jogo fica mais lento.

tomb-raider
“Eu espero que vocês liguem o HairWorks! Não fiz chapinha à toa!”

4. The Witcher 3

FPS: 53 (máximo) – 40 (mínimo)

O jogo é muito pesado, e olha que há rumores de que os gráficos eram melhores antes do lançamento. Novamente as novas tecnologias são a vilã aqui, sem ativar o Hairworks e o HBAO+ o jogo se mantém acima de 60, mas ativando ela, iremos chorar pelas quedas no FPS.

Mesmo com SLI o jogo não se comporta bem, principalmente com o anti-aliasing ligado, mas um SLI de Titans X deve ser suficiente para rodar 4k no ultra com 60 FPS.

Está doido pra ver essa cena com tudo no full não é mesmo?
Está doido pra ver essa cena com tudo no full não é mesmo?

3. The Division

FPS: 54 (máximo) – 36 (mínimo)

Se Far Cry não usa as tecnologias da NVIDIA, The Division usa até demais e isso mostra como tecnologias novas podem acabar com nosso FPS. Com o jogo no Ultra o FPS ficou na média de 69, mas ao ativar as tecnologias exclusivas, a média caiu para 54, fazendo dele o terceiro colocado na lista de jogos mais pesados da atualidade!

No mundo pós apocalíptico até o FPS tá em falta.
No mundo pós apocalíptico até o FPS tá em falta.

2. Arma 3

FPS: 42 (máximo) – 22 (mínimo)

Já se foram quase 4 anos desde o lançamento de Arma 3 (e pelo menos 2 gerações de placa de vídeo), mas ainda assim a maior batalha no jogo é conseguir alcançar um FPS alto com tudo no máximo. Similar ao Battlefield, a campanha fica com média de 60 FPS, mas tudo muda com 80 jogadores no mapa.

Mas mesmo reduzindo as configurações de vídeo, o FPS não melhorou no multiplayer, demonstrando que os gráficos não são o único vilão do FPS. Por essas e outras ele está na segunda posição!

Senhor, soldados com baixo FPS vindo em nossa direção!
Senhor, soldados com baixo FPS vindo em nossa direção!

1. Deus Ex: Makind Divided

FPS: 25 (máximo) – 20 (mínimo)

Chegamos ao nosso campeão. O novo Deus Ex é espetacular e terrivelmente pesado. Com tudo no máximo só conseguimos rodar o jogo com média de 25 FPS. Desligando o anti-aliasing o FPS dá um salto para 50. Mas ver o jogo rodar no ultra é de uma beleza incomparável.

Todas as tecnologias novas estão presente, e claro, você pode desativar boa parte para ter um desempenho muito melhor. Com um par de Titan X em SLI talvez consiga rodar no ultra em 4k com mais de 30 FPS, mas qualquer coisa fora disso esqueça.

Hail the king!
Hail the king!

E aí? Concordou com a lista? Tem algum game que faltou? Não incluímos Ark Survival porque está em Early Access e sua programação não é muito primorosa. Ignoramos Ashes of Singularity também porque é um jogo portado da Mantle da AMD, não seria muito justo.

 

Fonte: custogamer

Um comentário

  1. Kingsley

    22 de outubro de 2019 em 12:52

    nada

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Paramount investiu US$ 35 milhões para “consertar” visual de Sonic

O novo visual de Sonic, muito elogiado pelos fãs depois do desastre do primeiro trailer, c…