Prisão foi confirmada ao ‘Motherboard’ e ao ‘Telegraph’, mas não está claro o motivo da prisão. Marcus Hutchins trabalhava com serviço de cibersegurança britânico.

Marcus Hutchins, o especialista britânico em segurança digital de apenas 23 anos que freou o ciberataque mundial em maio, foi preso nesta quarta-feira (2) pelo FBI, enquanto ele participava de uma conferência hacker em Las Vegas, nos Estados Unidos.

A informação foi confirmada pelas autoridades norte-americanas ao site “Motherboard” e ao jornal “Telegraph”. Andrew Mabbit, amigo do jovem, afirma que Hutchins foi detido, mas não informaram para onde ele foi levado. Não está claro quais foram os motivos da prisão.

Depois de ter agido para frear o avanço do vírus de resgate WannaCry, que causou uma turbulência global por sequestrar sistemas conectados ao redor do mundo, Hutchins estava trabalhando com o serviço de segurança britânico.

O Centro de Segurança Cibernética Nacional afirmou ao “Telegraph” que está preocupado com a situação, mas é “inapropriado” comentar sobre a atuação de outras autoridades.

O jovem, conhecido como MalwareTech, estava nos Estados Unidos para participar de duas conferências hacker, a Black Hat e a Def Con, ambas em Las Vegas.

Fonte: g1.globo.com/tecnologia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

YouTube lança plataforma de vídeos curtos para competir com TikTok

Em fase de testes, YouTube Shorts está disponível somente para usuários de Android na Índi…