Com raras exceções, conflitos em “Game of Thrones” costumam ser resolvidos na base do assassinato.

Como espectadores, a única coisa que podemos fazer é assistir enquanto nossos personagens favoritos encontram um fim brutal. (Ou então agradecer aos céus pela justiça divina quando Joffrey cai duro no chão.)

Após mais de 60 episódios, a série já teve várias mortes que entram fácil na lista das mais marcantes da história da televisão. Em celebração a momentos tão sublimes quanto estes, preparamos uma lista com as 10 mortes que mais deixaram queixos caídos em frente à telinha. Confira:

Lysa Arryn

Lysa Arryn 

Não sabemos o que foi que Jon Arryn viu em Lysa Arryn. Mas seu casamento com a irmã de Catelyn a colocou no topo da hierarquia do Vale, e obrigou os espectadores a terem que lidar com suas bizarrices – até que Petyr Baelish, o Mindinho, cansou-se dela e a arremessou pela Porta da Lua em direção à morte certa.

Tywin Lannister

Tywin Lannister 

Tywin Lannister passou décadas testando os limites da paciência de seu filho Tyrion, até que os ultrapassou. O patriarca Lannister culpava Tyrion pela morte de sua esposa e o odiava por suas limitações físicas, e por isso transformou em um passatempo o ato de infernizar a vida de seu filho. Mas seu caso com a prostituta Shae foi a gota d’água para Tyrion, que usou uma balista para acabar com a vida do pai em um momento bem peculiar.

Ramsay Bolton

Ramsay Bolton 

Primeiro, uma boa surra para colocar Ramsay Bolton, que tornou-se um vilão de proporções cômicas com o passar da série, de volta em seu lugar. E depois o golpe de misericórdia: colocar o ex-bastardo à mercê da boa vontade de seus cães de caça. Era uma morte inevitável, mas que trouxe muito alívio para todos os espectadores.

Viserys Targaryen

Viserys Targaryen 

Um daqueles personagens que são insuportáveis desde o primeiro momento, Viserys Targaryen tratava sua irmã Daenerys como mero objeto. Inebriado pela possibilidade de tomar para si uma coroa que ele nunca mereceu, o herdeiro dos Targaryen acabou recebendo uma outra coroa… de metal derretido, fervendo diretamente sobre sua cabeça.

Joffrey Baratheon

Joffrey Baratheon 

Todo fã de “Game of Thrones” tem orgulho de dizer que comemorou quando um adolescente engasgou com um pedaço de bolo envenenado e morreu agonizando nos braços de sua mãe. Que coisa, né? É fato: a morte de Joffrey Baratheon foi extremamente catártica… e ainda acho que poderia ter sido bem pior.

Hodor

Hodor 

Por causa de Bran Stark, que viajou no tempo para pedir ajuda, o jovem Walder viu o momento de sua morte, e acabou enloquecendo. Décadas depois, frente a frente com o exército dos mortos-vivos, chega a hora fatídica, e o enorme homem agora conhecido como Hodor fica para trás para segurar a porta e proteger Bran e sua guardiã Meera Reed. Foi uma das cenas mais emocionantes de toda a série.

Eddard Stark

Eddard Stark 

Ned não estava preparado para o jogo dos tronos. Ele teve todas as oportunidades para provar que os herdeiros do falecido rei Robert Baratheon eram, na verdade, filhos do incesto entre a rainha Cersei e Jaime Lannister. Mas foi cordial e inocente demais, e acabou perdendo a cabeça por isso, em uma cena que deu o tom do que os fãs podiam esperar de “Game of Thrones” como um todo.

Jon Snow

Jon Snow 

Traído e emboscado por seus próprios seguidores, o Senhor Comandante da Patrulha da Noite Jon Snow morreu sozinho sob a luz do luar. O ‘cliffhanger’ que encerrou a 5ª temporada fez os fãs prenderem a respiração por quase um ano. Mas o Deus Vermelho tinha outros planos para o bastardo do Norte: Jon volta à vida a tempo de punir seus algozes e de ser coroado Rei do Norte.

Oberyn Martell

Oberyn Martell 

A expressão que Ellaria Sand fez ao fim do julgamento por combate de Tyrion Lannister representa bem o público naquele fatídico momento da 4ª temporada. Favorito dos fãs, Oberyn Martell tinha a vida de Gregor Clegane em suas mãos, mas demorou demais para matá-lo. O resultado? Uma das mortes mais horríveis que já foram ao ar na TV. Como prêmio de consolação, Oberyn garantiu que seu oponente morresse lenta e dolorosamente após a luta com o veneno que estava na ponta de sua lança.

Robb e Catelyn Stark

Robb e Catelyn Stark 

A inocência de Robb Stark colocou sua família no centro de uma das maiores traições da história de Westeros – e da cena mais marcante de “Game of Thrones”. Aquele que era para ser um dia feliz virou uma chacina quando, ao som de “As Chuvas de Castamere”, Roose Bolton e os Frey mataram o Rei do Norte, sua mulher grávida e a matriarca dos Stark de uma só vez. Cite o “casamento vermelho” e até mesmo quem não assiste a “Game of Thrones” saberá do que você está falando.

Fonte: jogos.uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

A lista dos 10 filmes mais pirateados da semana (05/10/2020)

A ficção científica 2067 é uma das novidades na lista dos filmes mais pirateados da semana…