O presidente da Netflix, Reed Hastings, afirmou que a empresa não irá alterar o custo do pacote mensal pelo uso do serviço no Brasil, mesmo com a cobrança de 2% de ISS (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza). A tributação foi sancionada em dezembro de 2016, por Michel Temer.

A afirmação do presidente da companhia de streaming, segundo ‘Folha de S. Paulo’, foi durante um evento na sede da empresa, em Los Gatos, na Califórnia. Na ocasião, ele também ironizou o sistema tributário do país. “Qual das taxas? Existem muitas taxas no Brasil (risos)”, respondeu ao ouvir a pergunta sobre a cobrança de ISS para serviços de streaming.

Reed Hastings

“Nós vamos pagar [o ISS], não será repassado aos nosso clientes. Estamos no Brasil há cinco anos e pagamos os tributos. Faremos o mesmo. Não haverá aumento na mensalidade”, completou.

A lei que taxa serviços como a Netflix e Spotify foi publicada no Diário Oficial da União, no dia 30 de dezembro. Além de Netflix e Spotify, Deezer, HBO Go e a recém-chegada Amazon Prime Vídeo também foram afetados pela mudança na cobrança do ISS.

Um novo imposto para os serviços também vem sendo estudado pelo governo, que pode ser repassado para o consumidor.

Fonte: correio24horas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia também

Magazine Luiza anuncia compra do Jovem Nerd e entra no mundo da cultura pop

O Magalu anunciou nesta quarta-feira (14) a aquisição do Jovem Nerd, uma das maiores plata…