Um estudo elaborado pela consultoria GfK apenas confirmou o que muitos jogadores brasileiros já dizem há algum tempo: os jogos de videogame estão caros no Brasil e o consumidor já não está tão disposto a arcar com valores acima de R$ 250 para adquirir um novo game.

De acordo com a análise, houve queda de 16,6% no volume de unidades vendidas em comparação com o ano anterior e retração de 10,7% no faturamento dentro do mesmo período analisado. O motivo, segundo Felipe Mori, coordenador de atendimento da GfK, é a variação do preço médio dos jogos. Eles ficaram 7,1% mais caros em 2016.

Além disso, o estudo também revela que quase dois terços do faturamento do mercado brasileiro de jogos de videogame estão relacionados com as vendas de títulos para a oitava geração de consoles. Conforme os dados, houve crescimento de 18,8% no ano passado, o que possibilitou que o mercado de jogos desses videogames chegasse à casa dos 64% em 2016.
Sem qualquer surpresa, a análise também confirmou que os aparelhos mais vendidos foram o PS4 e o Xbox One. Juntos, os modelos responderam por 61,2% das vendas no país.
Fonte: olhardigital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Sony investe US$ 250 milhões na Epic Games, criadora do jogo Fortnite

O investimento não deve tornar exclusivos para o Playstation os lançamentos de jogos da Ep…