O produtor da série Tekken, Katsuhiro Harada, já é conhecido por suas declarações polêmicas. Em 2012, durante a campanha da CAPCOM para o jogo Street Fighter x Tekken, Harada deu muitas entrevistas falando sobre DLC’s pagas e, entre elas, várias viraram manchete no mundo todo.

Harada disse que acreditava que personagens de jogos de luta são como peças em um jogo de xadrez e que são itens tão essenciais em um jogo de luta que ele jamais venderia personagens de maneira individual. Em outra ocasião, também afirmou que caso seus chefes o obrigassem a incluir conteúdo pago que fosse essencial a experiência do jogador, que ele preferiria pedir demissão, ou então que a Namco passasse essa obrigação para outra pessoa.

Apesar dessas declarações, o produtor nunca foi necessariamente anti-DLC, sempre chamando a atenção que conteúdos não essenciais poderiam sim serem vendidos de maneira separada e que alguns fãs o pediam coisas tão estranhas no Twitter, que para esses casos, a cobrança também era justificável.

Da mesma forma, Harada sempre deixou claro que as decisões das outras produtoras sobre DLC’s eram opções de negócios delas e que ele as compreendia, principalmente porque toda produtora precisa lucrar, mas que ele preferia não estar envolvido nisso.

O tempo passa, o tempo voa

Algumas dessas entrevistas aconteceram há mais de 5 anos e, nesse meio tempo, Katsuhiro Harada não só mudou de ideia como agora tem uma visão mais de mercado em relação a isso. A informação surgiu na nossa entrevista com o produtor que aconteceu durante as finais do campeonato americano de Tekken 7: Fated Retribution.
Katsuhiro Harada, através da tradução do produtor Michael Murray: “Apesar de não poder falar sobre DLC’s ainda, Harada sabe que já falou que acreditava que DLC’s teriam que ser totalmente gratuitos, e nós mantivemos essa missão para Tekken 6 e Tekken Tag 2.
Mas isso foi há 6 anos, talvez até mais e, nesse período, os jogos eram mantidos pelos desenvolvedores por, no máximo, 3 a 6 meses. Muita coisa mudou nesses últimos anos. As pessoas agora jogam os jogos por mais tempo e querem um suporte ainda mais longo, inclusive com a questão dos eSports. E os desenvolvedores também querem continuar dando esse suporte, seja através de personagens, cenários ou até mesmo novas funções e apoio ao cenário competitivo por ainda mais tempo.

Tekken
Tekken

Nesse cenário, tanto de desenvolvimento quanto econômico, não existe mais viabilidade para uma equipe trabalhar em tudo isso por tanto tempo de maneira gratuita. Nós ficamos muito felizes dessa demanda de suporte existir mas, ao mesmo tempo, precisamos financiar isso e, inclusive, recebemos mensagens de muitos fãs que dizem que pagariam por esse conteúdo adicional. Então, teremos sim alguma forma de DLC pago. Qual tipo e de que forma será distribuído ainda não sabemos, mas é assim que pensamos atualmente.”

E agora?

A afirmação de Harada no mercado atual não é exatamente uma surpresa mas, é claro, fica a nossa torcida para que a versão para os consoles e PCs de Tekken 7 tenha um ótimo programa de DLC’s ao mesmo tempo que entregue um pacote de conteúdo muito robusto. Pelo menos de tudo o que foi divulgado até agora, esse parece ser o caso.

Fonte:  games.tecmundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

YouTube lança plataforma de vídeos curtos para competir com TikTok

Em fase de testes, YouTube Shorts está disponível somente para usuários de Android na Índi…