A Valve notificou todos os estúdios e editoras que tenham jogos presentes no Steam que será obrigatório apresentar imagens reais dos seus jogos, e não bens glorificados que possam sugerir uma qualidade não correspondente à do produto. A própria Valve dá o exemplo do seu DOTA 2, que ao invés de manter arte dos personagens, será atualizada para que a página apresente imagens representativas do gameplay do jogo

A companhia notificou as companhias que quaisquer imagens que sejam apresentadas na seção “Imagens” da página dos jogos no serviço, sejam imagens do jogo. Seja arte conceptual, imagens retiradas de cinemáticas, materiais usados para bens promocionais, ou até descrições em texto, não podem mais ser utilizadas.

As imagens devem representar o que é o jogo, e qual a sua proposta, removendo quaisquer arte promocional wallpapers, ou imagens embelezadas. Claro que a comunidade já especula que No Man’s Sky seja o responsável por esta mudança de postura. A página de No Man’s Sky no Steam foi acusada de apresentar coisas que não estão no jogo final, não sendo consideradas como representativas do gameplay que os jogadores terão, e assim sendo foi alvo de imensa controvérsia e até de queixas.

De momento, muitas editoras e estúdios ainda não atualizaram as suas páginas, mas no futuro, esperem ver algumas delas diferentes na seção de imagens, e esperem ver uma postura diferente em futuros lançamentos.

Uma das práticas mais controversas da indústria, as bullshots, pode ser considerada como publicidade enganosa, e muitas editoras começam a afastar-se delas. No entanto, algumas ainda insistem e podem gerar problemas mais graves para os prestadores de serviços.

Fonte:  tribogamer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

YouTube lança plataforma de vídeos curtos para competir com TikTok

Em fase de testes, YouTube Shorts está disponível somente para usuários de Android na Índi…