O jogo para dispositivos móveis “Pokémon Go” se tornou uma febre nos EUA, na Austrália e na Nova Zelândia, onde foi lançado recentemente. O fenômeno é tão avassalador que as buscas em sites como o Google por ele já supera as buscas por “pornô”, de acordo com o “Metro”. Por falar no mundo adulto, um incidente curioso ocorreu em Plymouth (Inglaterra).

O jogo, que tem a gigante Nintendo como uma das responsáveis, consiste no uso de GPS dos smartphones Android e iOS para que os participantes se desloquem fisicamente para conseguir capturar os monstrinhos Pokémon.

'Pokémon Go' virou febre

Só que um dos endereços de busca era nada menos que uma sex shop.

“As pessoas vieram aqui e começaram a perguntar (sobre Pokémon). Eu não sabia do que estavam falando, não sei nada de jogos”, disse um funcionário do Private Shop, de acordo com o “Mirror”.

Não há qualquer produto relacionado com Pokémon na loja.

Shayla achou um cadáver em vez de um Pokémon

Outro incidente inusitado ocorreu em 8 de julho nos EUA. Shayla Wiggins, de 19 anos, estava seguindo a direção indicada pelo GPS do seu aparelho em uma região de Wyoming.Em vez de achar um Pokémon, a jovem achou um cadáver boiando em um rio.

“Estava andando em uma ponta sozinha e percebi que havia algo na água. Quando dei uma segunda olhada vi que se tratava de um corpo”, contou Shayla à emissora KTVQ.

Até o Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA entrou na brincadeira e postou na sua conta no Twitter:

'Saia da linha de tiro, Pikachu! Essa é uma violação ma segurança!'
Fonte:  pagenotfound

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Os 10 filmes mais pirateados da semana

Saiba quais foram os filmes mais buscados por usuários em sites de torrent Semanalmente, o…