Depois de fechar um acordo com o BNDES no qual poderia ficar 180 dias sem pagamento dos débitos, a operadora de telefonia Oi pediu recuperação judicial nesta segunda-feira (20).

Com R$ 65,4 bilhões em dívidas, este é o maior pedido de recuperação judicial já protocolado no Brasil. Para ter uma ideia do tamanho do buraco, o recorde anterior pertencia à OGX, do empresário Eike Batista, que em 2013 seguiu o mesmo processo, mas com cifras que atingiam “apenas” R$ 11,2 bilhões.

De forma simplificada, recuperação judicial é um artifício que possibilita a reestruturação econômica da empresa, dando prioridade a manter os empregados e o pagamentos dos credores, mas protegendo-a de cobranças durante o período requisitado, buscando assim tentar evitar uma eventual falência.

Segundo informações da Folha de S.Paulo, o contrato de suspensão da dívida já tinha sido assinado em maio, mas foi divulgado no começo da semana como parte do processo de renegociação com os credores.

Resta saber como uma operadora de telefonia como a Oi contrai R$ 65,4 bilhões em dívidas. E, num mercado com poucos competidores como o nosso, essa notícia não é boa para ninguém.

Fonte: tecnoblog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Novo iPhone pode ser lançado dia 13 de outubro, sugerem fontes.

A Apple pode estar próxima de lançar o novo iPhone 12 no dia 13 de outubro. A informação é…