A Netflix sofreu uma derrota na última sexta-feira, 28, em uma batalha contra os estúdios de Hollywood. O serviço de streaming tem lutado pelo direito de lançar dois filmes produzidos pela Relativity Media antes dos cinemas. “Masterminds”, uma comédia estrelada por por Zach Galifianakis e Kristen Wiig e filme de terror “The Disappointments Room”.

O juiz Michael Wiles, do Tribunal de Falências dos Estados Unidos em Manhattan, emitiu uma ordem proibindo a empresa de liberar os filmes. Segundo ele, isso poderia ser “devastador” para Hollywood. “É minha responsabilidade assegurar que o plano aprovado seja realizado. Permitir que a Netflix prossiga traria consequências devastadoras para esse plano e a distribuição dos filmes”, explica o juiz.

http://www.youtube.com/watch?v=onOblb6W_yw

Entenda o caso
No ano passado, a Relativity Media pediu concordata no ano passado, alegando mais de US$ 1 bilhão em dívidas. O plano de reorganização da empresa, que ganhou a aprovação do tribunal final em março, inclui o lançamento de dois filmes nos cinemas, em setembro e dezembro nos Estados Unidos, e mais tarde liberado em outros países e no serviço de streaming. Segundo a companhia, a estreia nos cinemas é fundamental para pagar os empréstimos feitos durante a produção dos títulos.

Documentos judiciais mostram que a Netflix pagou pelo menos US$ 283 milhões à Relativity em taxas de licenciamento pelos direitos exclusivos de seus filmes. O juiz Wiles, no entanto, afirma que o serviço de streaming deveria ter levado em conta o plano de reorganização, incluindo a receita projetada de lançamento nos cinemas. “A Netflix tinha a obrigação de levantar estas questões”, disse ele. Segundo o processo, o estúdio planeja lançar até 22 filmes nos próximos três anos, com faturamento previsto de US$ 2 bilhões.

Os advogados de Netflix afirmaram que vão apelar da decisão.

Fonte: olhardigital via WallStreetJournal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

YouTube lança plataforma de vídeos curtos para competir com TikTok

Em fase de testes, YouTube Shorts está disponível somente para usuários de Android na Índi…