No dia 7 de maio de 1945, o Alto Comando Alemão, representado pelo general Alfred Jodl, assinou a rendição incondicional de todas as forças alemãs da Segunda Guerra Mundial, do Oriente e do Ocidente, em Reims, no noroeste da França.

De início, o general Jodl esperava limitar os termos da rendição alemã apenas às forças que ainda lutavam contra os aliados ocidentais. Mas o general Dwight Eisenhower exigiu a rendição completa de todas as forças alemãs, tanto as que lutavam no Oriente como no Ocidente. Se essa exigência não fosse cumprida, Eisenhower ameaçou fechar a frente ocidental, e os alemães ficariam nas mãos das forças soviéticas.

Jodl comunicou a situação ao Almirante Karl Dönitz, o sucessor de Hitler. Dönitz ordenou-lhe assinar a rendição incondicional. O general russo Ivan Então Susloparov e o general francês Francois Sevez assinaram como testemunhas, e o general Walter Bedell Smith assinou pela Força Expedicionária Aliada. Era a derrota da Alemanha ao menos no papel. A luta ainda duraria mais um dia no Oriente, contudo, a guerra no Ocidente havia acabado.

Fonte:  seuhistory via Lt. Moore (US Army) [Domínio Público], via Wikimedia Commons e zeit.de

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

20 imagens sobrenaturais de fazer arrepiar os cabelos

Tem gente que se arrepia só de pensar em casos sobrenaturais e acredita piamente que eles …