O sexto ano de “Game of Thrones” mal estreou e já está causando polêmica no Brasil. A HBO trocou os dubladores da série após cinco temporadas com as mesmas vozes. Revoltados, os fãs fizeram um abaixo-assinado exigindo a versão antiga, estão reclamando nas redes sociais do canal pago e até apelaram a Melisandre (Carice van Houten), que trouxe Jon Snow (Kit Harington) de volta à vida, para “ressuscitar” os dubladores.

Assim que o primeiro episódio de “Game of Thrones” foi ao ar, no dia 24 de abril, o público criticou as novas vozes na página oficial da série no Facebook. “Mas que porcaria de dublagem é essa? O que a HBO tem na cabeça? Mudar as vozes dos personagens, que falta de respeito com os fãs”, revoltou-se um telespectador. Outros fãs ameaçaram boicotar a dublagem e assistir com legendas.

No segundo episódio, o comentário mais curtido na página da HBO é do pedido curioso de um fã: “Lady Melisandre, se não for ressuscitar o Jon Snow ressuscite os dubladores antigos pelo menos”.

Nas redes sociais, a HBO tem respondido as críticas dos fãs em tom leve, até com gifs, informando que “a sugestão foi encaminhada para o setor responsável”. Os fãs, porém, continuam insatisfeitos ecriaram uma petição exigindo a volta dos dubladores antigos.

Procurada pelo UOL, a HBO não se manifestou até a conclusão desta reportagem.

Troca de vozes é prejudicial, avaliam dubladores

As cinco temporadas anteriores de “Game of Thrones” foram dubladas na MG Estúdio, no Rio de Janeiro. Segundo a empresa, houve “incompatibilidade comercial” com a HBO, que contratou o estúdio paulista Dubrasil para dar sequência aos trabalhos.

Diretor de dublagem de “Game of Thrones” no Rio, José Augusto Sendim revela que recebe reclamações do público pela dublagem paulista e sente saudade de trabalhar com a série.

“A gente pega um carinho, é um filho que nasce. Estou dirigindo desde a primeira temporada, fazíamos com muito cuidado, um trabalho maravilhoso. Se os colegas de São Paulo conseguirem manter isso, vai ser ótimo. Realmente é uma pena”, lamenta.

Na Dubrasil, todas as vozes foram trocadas, exceto a de Lorde Roose Bolton, porque seu dublador, Jorge Vasconcellos, vai a São Paulo semanalmente. Os episódios são dublados semanalmente, às vésperas da exibição.

Hermes Baroli, dono da Dubrasil e conhecido por dar voz a personagens como Seiya de Pégaso, de “Os Cavaleiros do Zodíaco”, dirige a sexta temporada de “Game of Thrones”. Sincero, ele reconhece que a troca de estúdios é prejudicial para o público, especialmente quem assiste à versão brasileira por necessidade.

“O MG Estúdio é parceiro, tenho muitos amigos lá dentro, e está fazendo Pokémon, que foi dublado 15 anos em São Paulo. Eles sabem que isso é normal do mercado. Não é o ideal, claro que não é bom trocar vozes no meio de um projeto, não é bom para ninguém. Um cego fica totalmente sem referência. Claro que não é agradável, mas o estúdio sabe que isso faz parte”, afirma.

E você, o que acha dessa troca? E caso não concordem com ela, experimentem assinar a petição para tentar chamar a atenção da HBO Brasil.

Fonte: tvefamosos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Paramount mostra Design de Sonic em novo trailer, está incrível

Um novo trailer de Sonic The Hedgehog: O Filme foi lançado nesta terça-feira (12) através …