Nos dias 11 e 12 de março, foi disputado o primeiro World Drone Prix, uma espécie de “Fórmula 1” de drones não-tripulados. A equipe vencedora da disputa foi a de Luke Bannister, um jovem de 15 anos que levou pra casa US$ 250 mil como prêmio pela vitória.

Bannister, assim como os outros pilotos, usaram uma câmera montada na frente da aeronave para se guiar. A câmera transmitia a imagem para uma tela, por meio da qual eles conseguiam pilotar seus drones. Ao todo, mais de 150 equipes participaram da competição. O vídeo da corrida sob a perspectiva do drone vencedor pode ser visto abaixo:

A pista incluía uma série de protais iluminados com luzes pelos quais os drones precisavam passar para completar suas voltas. O drone realiza pit-stops duas vezes para que suas baterias possam ser substituídas.

Ao todo, os organizadores do evento distribuíram um total de US$ 1 milhão em prêmios. Além da premiação para as oito equipes melhores colocadas na corrida, o evento também premiou a equipe que teve a volta mais rápida e a equipe cujo drone foi considerado o mais bem-desenhado por uma comissão de juízes.

Fonte:  olhardigital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

WhatsApp quer permitir que empresas façam vendas direto no aplicativo mais será pago

O produto vai permitir a integração entre WhatsApp, Instagram e Facebook e o gerenciamento…