O Hollywood Presbyterian Medical Center, nos Estados Unidos, está sendo mantido “refém” há mais de uma semana. Um grupo de hackers está cobrando US$ 3,6 milhões para não desligar a rede do hospital.

O ataque compromete a capacidade do hospital e o serviço por ele prestado, já que o bloqueio torna impossível aos médicos acessar os registros dos pacientes e os resultados de exames laboratoriais. Com isso, os médicos e administradores do local se comunicam através de telefone e fax. Alguns pacientes tiveram que ser transferidos.

O sequestro, chamado ransomware, pode deter uma máquina ou uma rede completa, pedindo algum resgate em troca da liberação dos dispositivos. Ainda não se sabe se informações pessoais dos pacientes ou empregados foram comprometidas.

Fonte: olhardigital via TheNextWeb

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia também

Battlefield 2042: Sistema Ranked/eSport não estará disponível no lançamento

Com cada vez mais jogos multiplayer online se esforçando para atingir o cenário do eSport,…