Esqueça a marca da Motorola nos próximos smartphones da empresa. Depois de comprar a fabricante norte-americana de celulares por US$ 2,91 bilhões das mãos do Google, a Lenovo decidiu que vai utilizar seu próprio nome nos futuros aparelhos e transformar a família Moto em uma linha de celulares da empresa chinesa a partir deste ano.

A notícia foi publicada inicialmente pelo CNET nesta quinta-feira (7), com base nas palavras de Rick Osterloh, diretor operacional da Motorola: “Nós vamos lentamente eliminar a Motorola e focar em Moto”.

Com a mudança, os smartphones da linha, como Moto G e Moto X, ainda usarão o famoso ícone “M”, mas ficarão sob a marca “Moto by Lenovo”. O nome Motorola continuará existindo: a Motorola Solutions (que não foi comprada) permanece firme no setor de equipamentos de telecomunicações, e a Lenovo ainda pretende usar o nome internamente, mais ou menos como, no fundo, a Vivo ainda é Telefônica.

Esta é uma mudança… estranha. Embora a Lenovo seja a maior fabricante de PCs do mundo, ela não tem um nome estabelecido no ocidente no mercado de smartphones. No Brasil, o primeiro aparelho da marca (Vibe A7010) chegou há apenas um mês. A Motorola, além de ser muito mais forte por aqui, tem uma longa história no segmento de celulares.

De qualquer forma, é interessante perceber como isso parece até ter sido planejado há um tempão, talvez sem querer. Desde que a Motorola lançou os primeiros smartphones Moto, ainda sob o comando do Google, todo mundo passou a chamar os aparelhos simplesmente de “Moto X” e “Moto G”: o nome “Motorola” foi gradualmente (e naturalmente) perdendo espaço.

Fonte:  tecnoblog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia também

PCs gamers são banidos de cinco estados dos EUA por consumir muita energia

Os PCs gamers da empresa da empresa Alienware, uma subsidiária da Dell focada em computado…