Kurt Ludwigsen, de 44 anos, era treinador de softbol (a versão feminina do beisebol) no Nyack College, uma universidade cristã em Rockland (estado de Nova York, EUA). Ele foi demitido recentemente após levar uma atriz pornô para uma “palestra motivacional” para as suas atletas.

A atriz escolhida foi Allie Haze, de 28 anos. Ela conversou com as atletas e “focou o papo no seu histórico sexual”.

O ex-treinador foi processado por três atletas, que o acusaram de apalpar os seus seios e de forçá-las a sentar no seu colo como forma de punição.

Kurt Ludwigsen-softbol

“Esta é a sua punição. Você vai ficar aqui e recebê-la”, dizia o ex-técnico ao pôr suas atletas sentadas no colo, de acordo com o processo por assédio sexual. “Depois, Ludwigsen começava a lamber as orelhas delas”, acrescentou o documento na Justiça.

Allie se mostrou surpresa com a polêmica envolvendo Ludwigsen.

“Quando fui lá (à univeridade), foi positivo. Ninguém ficou desconfortável. Eu conversei sobre a minha vida, sobre os fatores que me motivaram a ir para o mercado pornô. Então, ouvir que elas acharam agressivo me soa estranho”, disse a atriz ao “Huffington Post”.

Allie Haze_porn (1) Allie Haze_porn (2)

Fonte:  pagenotfound

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

TV 8K da Sony ‘ideal para PS5’ chega ao Brasil com 75″ e preço de carro

Modelo já está disponível para comprar no site oficial da marca A Sony começa a vender a n…