Ainda não se sabe muito sobre a próxima geração de GPUs da AMD além do fato de que elas terão memória HBM 2 com mais de 1 TB/s em largura de banda de memórias. Mas, recentemente, a CEO Lisa Su declarou: “Nós (AMD) também estamos focados em entregar nossas GPUs da próxima geração em 2016, que estão chegando para melhorar o desempenho por watt duas vezes mais em comparação com nossas ofertas atuais. Faremos isso melhorando o design e a arquitetura, além de oferecer produtos com a tecnologia de processo FinFET”.

Segundo ela, a próxima GPU teria uma melhoria de 100% em relação à Fury X, um incremento que poderia resultar em jogos em 4K e 60FPS. Isso também pode ser uma aposta da empresa para headsets de realidade virtual, que poderão entregar até 90FPS para garantir a experiência fluida com o Oculus Rift e o HTC Vive.

A próxima aposta da AMD deve ser a “Greenland” que pode trazer cerca de 18 bilhões de transistores, muito mais do que os 8,9 bilhões encontrados na GPU Fiji. Segundo o Tweak Town, se a próxima geração da AMD possuir 18 bilhões de transistores, podemos esperar cerca de 8.192 processadores stream para essa GPU e 6.700 para um possível chip menor.

 

Sua concorrente Nvidia também está apostando na próxima geração. Sua GPU “Pascal” promete memória com tecnologia HBM 2 e 17 bilhões de transistores.

Fonte:  adrenaline

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Novo iPhone pode ser lançado dia 13 de outubro, sugerem fontes.

A Apple pode estar próxima de lançar o novo iPhone 12 no dia 13 de outubro. A informação é…