A antiga divisão de computadores da Sony, atualmente a VAIO pertence ao grupo japonês Japan Industrial Partners (JIP). A reestruturação pela qual a empresa passou fez com que ela ficasse um período longe dos mercados ocidentais, algo que deve mudar a partir de outubro deste ano.

Em uma declaração concedida ao Wall Street Journal, o CEO da JIP, Yoshimi Ota, confirmou que a marca deve passar a vender aparelhos fora do Japão a partir desse mês. Segundo ele, os lançamentos devem acontecer de forma gradual, chegando primeiramente aos Estados Unidos e ao Brasil.

A intenção da companhia não é vender máquinas para o público em geral, mas sim conquistar os profissionais de indústrias criativas, como designers — ou seja, ela quer competir diretamente com a Apple nesse segmento. A primeira aposta deve ser o VAIO Canvas Z, notebook 2 em 1 que será vendido nos Estados Unidos a partir de outubro por US$ 2,2 mil.

Futuramente, a VAIO também deve investir em produtos eletrônicos como smartphones, dispositivos vestíveis, equipamentos industriais e robôs voltados ao entretenimento.

positivo-logo

E no Brasil a Positivo Informática passará a fabricar e vender notebooks da marca Vaio, em uma operação conjunta com a Vaio Corporation. Segundo a companhia brasileira, é a primeira parceria internacional nesse formato anunciada pela Vaio.

“Com isso, o Brasil passa a ser foco de atuação da Vaio, uma das mais conceituadas marcas globais de tecnologia, que continua responsável por todo o processo de desenvolvimento de seus equipamentos, vendidos no mercado nacional a partir de outubro deste ano”, informou nesta quarta-feira, 19, a empresa.

De acordo com a Positivo, a companhia terá linhas fabris para a produção de diversos modelos, uma equipe de pós-venda dedicada à Vaio e um time de marketing e vendas preparado para atender os consumidores no País.

A Vaio continua responsável pelo desenvolvimento dos produtos. “Sua equipe de engenheiros e designers é reconhecida mundialmente pelo controle de qualidade em cada detalhe e funcionalidade, desenvolvendo computadores e tablets de design, usabilidade e durabilidade superiores”, diz a empresa em comunicado ao mercado.

O contrato foi firmado após auditoria da Vaio nos processos produtivos, de pós-venda, comercial e de marketing da Positivo.

“A assinatura do acordo foi realizada por atendermos todos os requisitos para produção e gestão local dos serviços de pós-venda, após uma imersão meticulosa em nossas unidades”, afirma, em nota, o presidente da Positivo, Hélio Bruck Rotenberg.

“Enxergamos excelentes oportunidades, especialmente pela sinergia e complementaridade de portfólios de Vaio e Positivo, que nos fortalece ao possibilitar atendermos a distintas necessidades de uso dos consumidores brasileiros.”

Fonte:  tecmundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Sony decide fechar fábrica em Manaus e parar de vender TVs e câmeras no país

Assista vídeo da CNN https://www.cnnbrasil.com.br/business/2020/09/15/sony-decide-fechar-f…