Seu smartphone pode fazer coisas mais incríveis do que você imagina. Dar uma de scanner 3D, por exemplo. É o que a Microsoft Research afirma. Em parceria com a Universidade de Oxford, a divisão criou um aplicativo chamado MobileFusion que permite a “digitalização” de praticamente qualquer objeto ao seu redor.

Não é preciso adotar nenhuma técnica avançada para fazer a mágica acontecer. Basta capturar imagens do objeto por alguns segundos, quase como se você estivesse fazendo uma filmagem rápida. O cuidado que se deve ter é o de explorar vários ângulos, mas, para isso, é só seguir as orientações do app.

À medida que a captura de imagens é feita, o software calcula as dimensões e a profundidade. No final do processo, os algoritmos eliminam as imagens de fundo e geram um modelo 3D do objeto preservando proporções e, tanto quanto possível, cores.

O processo todo acontece em cinco fases, que incluem identificar as informações do ambiente para separá-las do objeto e analisar a sobreposição dos frames para auxiliar nas estimativas de profundidade.

Para assegurar o máximo possível de precisão, o MobileFusion também é capaz de regular parâmetros como exposição, ISO e foco da câmera. Isso diminui consideravelmente as chances de pequenas mudanças de iluminação ou orientação alterarem o formato do modelo 3D.

A parte mais interessante é que não é necessário recorrer a acessórios especiais para fazer a digitalização. “O ponto de partida é um sensor que todo mundo tem no bolso, ou seja, a câmera do smartphone”, ressalta Shahram Izadi, um dos líderes do projeto.

Tampouco é necessário contar com processamento nas nuvens. O poder computacional dos smartphones atuais, mesmo os medianos, é suficiente para dar conta de todas as etapas do procedimento. Esse, aliás, foi um dos fatores que motivaram a realização do projeto.

MobileFusion

Os pesquisadores afirmam que o resultado final da captura é bem completo. Com isso, os modelos gerados podem ser usados em várias aplicações: projetos de arquitetura, modelagem para impressão 3D, criação de cenários para jogos, exames médicos de imagem e o que mais a imaginação permitir.

Ainda não é possível instalar o MobileFusion em seu aparelho. A boa notícia é que a disponibilidade do aplicativo não deve demorar. Atualmente, a Microsoft trabalha para criar versões da ferramenta para as três principais plataformas móveis do mercado: iOS, Android e Windows Phone (note que o vídeo de demonstração foi feito com um iPhone).

Mais detalhes devem ser dados em outubro, em um simpósio sobre realidade aumentada que servirá de palco para a apresentação do MobileFusion ao meio acadêmico. Enquanto isso, dá para recorrer a apps como o Autodesk 123D Catch, mas é bom deixar avisado: esse é um software com perfil mais profissional e, portanto, não tão fácil de se usar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia também

DICE liberou Battlefield 2042 Portal, saiba como criar seu servidor grátis

Sem Pátria, Há alguns meses, nós compartilhamos um pouco de Battlefield™ Portal, no…