A Futuremark liberou ontem a versão 1.5.884 3DMark, e a grande novidade é o suporte às APIs Mantle e DirectX 12. Com este software, enfim fechamos a tríade DirectX 12 – Windows 10 – app compatível e, pela primeira vez, temos a chance de rodar testes comparativos entre essas APIs. Colocamos na disputa os chips GTX 970 e R9 290X, GPUs com uma performance próxima, como observamos neste artigo, e também incluímos as duas placas topo de linha da Nvidia, para completar o topo dos gráficos.

Radeon1O caso mais notável é nossa representante da AMD, a R9 290X. A placa pulou de quase 900 mil draw calls por segundo para impressionantes 18 milhões, chegando a 19 milhões com o uso da Mantle! Com isto, a placa da AMD saltou da “lanterninha longínqua” nos testes com DX 11 para um pódio com ampla vantagem com as novas APIs, sob todos os modelos da Nvidia.

Neste benchmark a placa da AMD bateu todos os modelos da Nvidia, e usar a Mantle garantiu uma margem ainda maior

Outra consideração importante: o desempenho atípico das placas da Nvidia mostra que existe a possibilidade de melhorias nos drivers mudarem este panorama. Uma das anomalias é a Titan X e seu resultado abaixo das demais placas da Nvidia, mesmo, em teoria, sendo superior por conta de suas especificações serem melhores que as presentes na GTX 980.

Além da mudança impressionante em favor da AMD, o grande destaque é mesmo o salto que as novas APIs representam, algo que fica evidente isolando a evolução da R9 290X e da GTX 980:

Radeon2Fonte: adrenaline

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Novo iPhone pode ser lançado dia 13 de outubro, sugerem fontes.

A Apple pode estar próxima de lançar o novo iPhone 12 no dia 13 de outubro. A informação é…