A Amazon vende dezenas de milhares de produtos diferentes no site e já oferece centenas de serviços diferentes na web, mas até agora a gigante do comércio eletrônico americana não oferecia um serviço de email. É isso que a Amazon planeja fazer com o seu WorkMail, o serviço de mensagens anunciado hoje pela empresa. Como o próprio nome já diz, ele não vai ser inicialmente disponibilizado para o público em geral e sim para companhias.

O objetivo do WorkMail é competir com os grandes nomes do mercado, que o momento são a Microsoft e o Google. Para isso, a Amazon vai oferecer o WorkMail por US$ 4 por usuário cadastrado no serviço, sendo que cada um recebe 50 GB de armazenamento no serviço. O WorkMail também terá suporte a calendários, além de uma agenda de contatos unificada. Tudo isso com o protocolo Exchange, para que usuários continuem usando aplicativos que já estão familiarizados.

Por contraste, o Google Apps para empresas oferece 30 GB e cobra US$ 5 por usuário. Já o serviço Exchange Online da Microsoft oferece os mesmos 50 GB por usuário, cobrando o mesmo valor da Amazon.

Ainda não há screenshots ou outras informações sobre o WorkMail por enquanto, mas a Amazon diz que ele estará disponível a partir do segundo trimestre deste ano. No lançamento a Amazon também revelou que irá disponibilizar uma ferramenta de migração que deve facilitar a importação de dados de empresas que já usam algum email ou calendário baseado no Exchange.

Fonte:  tecnoblog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Sony decide fechar fábrica em Manaus e parar de vender TVs e câmeras no país

Assista vídeo da CNN https://www.cnnbrasil.com.br/business/2020/09/15/sony-decide-fechar-f…