A Amazon vende dezenas de milhares de produtos diferentes no site e já oferece centenas de serviços diferentes na web, mas até agora a gigante do comércio eletrônico americana não oferecia um serviço de email. É isso que a Amazon planeja fazer com o seu WorkMail, o serviço de mensagens anunciado hoje pela empresa. Como o próprio nome já diz, ele não vai ser inicialmente disponibilizado para o público em geral e sim para companhias.

O objetivo do WorkMail é competir com os grandes nomes do mercado, que o momento são a Microsoft e o Google. Para isso, a Amazon vai oferecer o WorkMail por US$ 4 por usuário cadastrado no serviço, sendo que cada um recebe 50 GB de armazenamento no serviço. O WorkMail também terá suporte a calendários, além de uma agenda de contatos unificada. Tudo isso com o protocolo Exchange, para que usuários continuem usando aplicativos que já estão familiarizados.

Por contraste, o Google Apps para empresas oferece 30 GB e cobra US$ 5 por usuário. Já o serviço Exchange Online da Microsoft oferece os mesmos 50 GB por usuário, cobrando o mesmo valor da Amazon.

Ainda não há screenshots ou outras informações sobre o WorkMail por enquanto, mas a Amazon diz que ele estará disponível a partir do segundo trimestre deste ano. No lançamento a Amazon também revelou que irá disponibilizar uma ferramenta de migração que deve facilitar a importação de dados de empresas que já usam algum email ou calendário baseado no Exchange.

Fonte:  tecnoblog

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia também

Demanda por GPUs para mineração de Ethereum caiu, segundo fabricante ASRock

Repressão no mercado chinês está sendo sentido O crash das criptomoedas em maio e a repres…