O capitão Mark D. Anderson, da Marinha dos Estados Unidos, e o historiador Jean Muller estavam à procura de artefatos de “A Batalha das Ardenas” nas montanhas de Luxemburgo quando o detector de metais os alertou para algo sob seus pés.
Abaixo de Anderson e Muller estava uma trincheira que foi escavada durante a fundamental batalha da Segunda Guerra Mundial, e nele encontraram os pertences do soldado americano Louis J. Archambeau. Entre as coisas que Archambeau, que morreu na batalha, deixou para trás estava uma câmera com um filme não revelado. Anderson Muller revelou o filme e, depois de passar 70 anos em uma trincheira, as fotografias de um soldado morto finalmente foram trazidas à vida.
A Batalha das Ardenas resultou em mais vítimas americanas do que em qualquer outra batalha na Segunda Guerra Mundial. Ocorreu entre 16 de dezembro de 1944 a 25 de janeiro de 1945. Cerca de 19 mil soldados norte-americanos perderam a vida. No entanto, a batalha foi um golpe ainda maior para os alemães, que perderam grande parte de seus recursos de guerra.

Um comentário

  1. COBRA-KABANNA

    3 de julho de 2014 em 11:53

    Sou fascinado por fatos históricos e suas curiosidades da época, vou busca mais para trazer para nós!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Novo iPhone pode ser lançado dia 13 de outubro, sugerem fontes.

A Apple pode estar próxima de lançar o novo iPhone 12 no dia 13 de outubro. A informação é…