Microsoft, algumas semanas atrás, revelou algumas informações da sua futura API gráfica DirectX 12, que oferecerá funções de acesso a baixo nível para a GPU, permitindo eliminar a dependência dos jogos para um processamento único (mono-threaded), passando para um processamento paralelo (multi-threaded), fazendo com que o desempenho de jogos seja superior em todas as plataformas Windowssmartphonestablets e PCs.

Em comum, o que oferece esse novo Microsoft DirectX 12, são recursos já vistos na API gráfica da AMD, o Mantle (Thief 4 e Battlefield já suportam a API), de modo que muitos preveem que o Mantle tenha uma vida curta (3 anos ou mais).

Informações vindas do site SemiAccurate, indicam que o DirectX 12 não dará fim ao Mantle, muito pelo contrario, na realidade o DirectX 12 será o nome comercial da versão do Mantle adotada pela Microsoft para seus sistemas operacionaisWindows.

Isso indica que a Microsoft e AMD chegaram a um acordo para descartar o nomeMantle, usando no lugar o nome da API gráfica da Microsoft, evitando romper a associação que os usuários tem com a API gráfica que tem acompanhado oWindows desde a versão 4.0 (Windows 95).

Se for verdade esse acordo, a AMD teria marcado uma grande vitória e garantindo uma vantagem sobre seus concorrentes, porque o Mantle não está especificamente ligada à arquitetura Graphics Core Next GCN usada nas GPUsa partir das HD Radeon 7000 series, a sua compatibilidade com GCN permitirá que estas GPUs automaticamente sejam compatíveis com o DirectX 12, enquanto que outros fabricantes terão que desenvolver novas GPUs que atendam aos requisitos de hardware impostas pelo DirectX 12/Mantle.

Fonte: chw.net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Leia também

Beeper promete unir WhatsApp, Telegram e mais apps em um só

Por US$ 10 mensais, Beeper se propõe a fazer uma ponte para centralizar contas de 15 aplic…