Durante a semana passada,os críticos de jogos tem lançado duras críticas contra o Battlefield 4 e o editor da EA. Eles criticaram a EA sobre a decisão de empurrar o esperado Battlefield 4 e lançar um jogo com bugs, e ainda foram mais longe em afirmar que a EA seria incapaz de lançar um jogo sem falhas.

Os críticos afirmaram que a EA criou um ambiente onde os bugs sempre irão existir, aonde os jogadores já deveriam esperar erros em Battlefield 4 na época de seu lançamento. Algo que faz sentido pois, todos os jogos já lançados da série battlefield precisaram de patches para corrigir eventuais bugs que surgiram após seu lançamento.

A crítica vai além de apenas um jogo com bugs. A revista Forbes diz que a falha no lançamento Battlefield 4 manchou a marca Battlefield para sempre. E como sabemos, as falhas no lançamento atraiu três ações judiciais coletivas diferentes contra EA.bf4-ps4_Xone
O website Polygon deu a Battlefield 4 a nota de 7,5 em sua análise inicial, mas agora diz que o jogo ” desperdiçou o tempo de muitos, muitos jogadores “. A revista GameInformer deu a Battlefield 4 uma pontuação de 8,75, mas agora a revista afirma que, “ EA e a DICE não apenas lançou um jogo que não funciona, mas também quebraram a fundação da marca e desapontaram uma base de fãs leais.

No entanto, as opiniões destes críticos eram de grande importância naquela época, quando a EA canalizava alguns milhões de dólares em marketing em seus sites. Agora que o lançamento já passou e a EA não está mais balançando dinheiro de publicidade na frente deles, eles começaram a se manifestar. Bem, aonde estavam esses artigos críticos quando o jogo foi realmente lançado ?

Fonte: battlefieldbr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Verifique também

Novo iPhone pode ser lançado dia 13 de outubro, sugerem fontes.

A Apple pode estar próxima de lançar o novo iPhone 12 no dia 13 de outubro. A informação é…